Siga-nos

Entrevistas

Umberto Louzer: “Tomamos os gols quando éramos melhores” (?)

Publicado

em

Foto: Guarani Press.

Já na sala de imprensa do Brinco após o péssimo resultado que, se não acaba com as chances matemáticas de acesso, diminui muito, transformando-as em apenas dados matemáticos e estatísticos, acompanhamos a entrevista coletiva do técnico Umberto Louzer.

Se você quiser pode ouvir no player abaixo.

 

Era um jogo de detalhes, já sabíamos disso e a semana toda trabalhamos em função disso. Era uma decisão e em toda decisão é preciso estar atento a esses detalhes, pecamos em momentos cruciais, proporcionamos ao adversário a oportunidade e eles foram eficientes, precisos, saíram com o resultado favorável. Agora é olhar pra frente, continuar trabalhando e mudar nosso comportamento em relação a esse tipo de jogos que teremos daqui pra frente”, assim Louzer analisou a derrota em casa para o Avaí por 2×1.

O lateral direito Kevin não foi poupado de críticas pela Torcida que após o segundo gol do Avaí vaiava o atleta toda vez que ele tocava na bola. Umberto falou sobre sua substituição:

Foi uma questão tática, claro que quando você sofre um gol daquela maneira o atleta sente. Quando ele tocava na bola estava sendo vaiado, ele estava inseguro naquele momento, teve a questão de preservá-lo também”.

“Nossa ideia foi ter um homem a mais de meio pra termos mais mobilidade e como o Ricardinho já atuou bastante naquela função (lateral direita), levamos ele pra lá pra podermos ter condição de chegar ao gol de igualdade e depois o gol da vitória”.

O Avaí fez praticamente todas as suas jogadas nas costas dos laterais Bugrinos, questionado sobre isso, Umberto respondeu: “Nosso encaixe estava é o rebote ofensivo… (vem um trecho muito difícil de ser entendido) demoramos, ficamos muito afastados, proporcionamos ao adversário essas ligações diretas que foi o jogo inteiro deles. Até orientamos,mas não conseguimos pegar a segunda bola e o adversário foi muito feliz nestas duas situações, mas eram dois momentos em que estávamos até melhor na partida e sofremos o gol”, disse Umberto, em um trecho onde preciso discordar do treinador.

Quem esteve no Brinco ou assistiu o jogo pela TV sabe que o Guarani escapou de uma derrota vergonhosa por um placar elástico nesta tarde. O Avaí não teve apenas as duas jogadas dos gols, teve muito mais, perdeu ao menos três chances claras de marcar, todas elas na mesma jogada de penetração e lançamento por trás da defesa, e ainda teve uma penalidade desperdiçada. Dizer que o Guarani sofreu os dois gols nos momentos em que era melhor em campo significa não ter assistido a partida, ou, no mínimo, negar a realidade dos fatos.

Mais adiante ele falou sobre como deve ser a postura da equipe até o final da competição: “É levantar a cabeça, olhar pra frente, não tem nada perdido, continuar trabalhando, mas o mais importante é termos uma atitude e um comportamento diferentes pra esses jogos decisivos pra gente não permitir ao adversário o tipo de erros que permitimos no jogo de hoje”.

A íntegra da entrevista coletiva pode ser ouvida no player, estes foram os trechos que destacamos em texto, onde infelizmente nos deparamos com uma afirmação equivocada como a de que o Guarani era superior quando tomou os gols e que o adversário só teve essas oportunidades.

É preciso ler o jogo corretamente pra entender o que está acontecendo e até mesmo orientar o time dentro de campo para ajustar o posicionamento, desculpe Umberto, mas se essa foi sua leitura, o time reagiu exatamente conforme orientação, achou que estava superior e assim poderia definir o jogo quando quisesse, o que está muito longe da realidade.

Uma pena, era a última chance real…

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement

Guarani 0x2 Vila Nova


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima Partida – 20/08 19:15

Brasileiro - Série B

Operário-PR X Guarani FC

Campeonato Brasileiro - Série B

+ Recentes

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.