Siga-nos

Entrevistas

Rondinelly: “Quero ficar e por que não, me tornar um ídolo também”

Publicado

em

Foto: Letícia Martins / Guarani Press

O Bugre já virou o disco, depois de conquistar o acesso e o título na Série A2 do Campeonato Paulista o foco agora está voltado para a estreia na Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta segunda feira os atletas não tiveram atividades, a reapresentação do elenco está prevista para terça-feira quando Umberto Louzer começará a preparar o time titular que enfrentará o Fortaleza, no Ceará.

Quem esteve no Brinco desta segunda foi o meia Rondinelly que concedeu uma entrevista coletiva, entre outras coisas falando do seu futuro no Guarani. Abaixo segue um trecho da longa entrevista coletiva, mas no arquivo em áudio você confere ela completa onde ele fala também sobre o derby, as expectativas da torcida com esta partida e a vontade de fazer uma boa Série B de Campeonato Brasileiro.

 

Foi muito importante pros torcedores e pro Guarani (o título da A2), pros jogadores e pra toda a instituição, um momento de felicidade depois de muitos anos sem conseguir ganhar um título. Foi de suma importância pro restante do ano” disse o meia, autor de um golaço na goleada por 4×0 na partida final, que lembrou da jogada:

Foi um momento de alegria, foi o terceiro gol, acho que liquidamos ali o adversário, podemos dizer que era o gol que estava dando o título e foi de muita alegria por todo um trabalho que foi bem feito, muito esforço, muita dedicação, Foi uma coroação individual fazer um gol tão bonito e que vai ficar marcado na história do Brinco numa final”.

O meia fez uma análise sobre a importância de conquistar o título e da importância que isso pode ter pro restante da temporada: “Os jogadores que estavam aqui carregavam um peso de anos sem o Guarani ganhar um título, de cinco anos nessa competição e nós assimilamos muito bem isso. Sabemos do peso da camisa do Guarani e tiramos de letra com muito trabalho, dedicação, união e parceria conseguimos o nosso objetivo que era ser campeão da A2. Falando de Série B é outro campeonato, é muito equilibrado, sexta feira já temos um jogo muito difícil fora de casa, a equipe tem que se preparar bem mentalmente , vamos enfrentar batalhas muito difíceis”.

No futebol o próximo jogo é sempre o mais importante, vai ser sempre assim, comemoramos e foi muito importante, ainda estamos vivenciando, hoje ainda tem premiação, tem que ficar sempre a lembrança, mas o trabalho tem que ser árduo porque o futebol não para. Todo jogo é importante, agora é o de sexta, depois o próximo, e vai ser assim”.

Mesmo com contrato com o clube até o final do ano ele não cravou sua permanência, mas garantiu que sua vontade é ficar: “Tenho contrato com o clube até o final do ano, a minha vontade de verdade será ficar, vai depender de muitas coisas, mas estou muito feliz aqui, criando uma identificação muito grande com o clube. Em apenas três meses já conquistamos um título, estou conquistando o carinho do torcedor ao sair na rua e isso é gratificante pro atleta. Fui muito bem acolhido aqui por todos, pela imprensa, agradeço e isso faz toda a diferença, me sinto bem no Guarani e espero ficar aqui por bastante tempo”.

Rondinelly falou sobre o trabalho de Umberto Louzer: “Foi um contexto que deu certo, toda a mudança no começo do ano e o Umberto é um cara muito parceiro, acho que foi uma parceria com a gente o abraçando e ele nos abraçando junto, jogamos por ele mesmo porque a gente sabia que era um começo de carreira pra ele, era muito importante e deu certo. É um trabalho que está sendo muito bem feito junto com o restante da comissão, o pessoal do DM, tudo caminhou muito bem nesse primeiro semestre”.

Já joguei o Brasileiro da Série B pelo Palmeiras, pelo Londrina, , normalmente as equipes são muito equilibradas, normalmente tem uma equipe muito grande que cai e que vai subir, mas esse ano não tem ,tem o Coritiba que deve ser o grande favorito a subir e vem 19 equipes muito equilibradas, algumas com um pouco mais de chance pelo poder aquisitivo, mas muito equilibradas, temos que começar muito bem pra brigar por algo diferente na competição, quem começa bem vai brigar por algo melhor, quem não começar bem vai brigar ali pelo meio da tabela e dificilmente vai conseguir mudar isso ao longo da competição, é jogo após jogo, precisa de um elenco muito forte, pessoas comprometidas com o trabalho, são jogos muito equilibrados”.

Rondinelly foi titular deixando o ídolo Fumagalli no banco de reservas, e ele comentou esse fato: “O Fumagalli é uma referência, nos ajudava quando estava em campo, nos ajudou quando estava fora e desde quando cheguei já tinha essa responsabilidade. No primeir jogo que fomos jogar o Umberto me falou, olha a responsabilidade, eu estou botando o maior ídolo da torcida no banco e preciso que você me ajude. Assumi isso e consegui, estou conquistando o carinho do torcedor e acho que o Fumagalli tem que ser recordado com o carinho de um cara que ajudou muito o cube, mas agora ele se aposentou e é hora de quem fica, hoje sou eu, vou batalhar bastante pra conquistar e , se Deus quiser, me tornar um ídolo aqui no Guarani também, por que não? Está sendo um começo tão bom, com título já, as coisas estão caminhando muito bem”.

 

Marcos Ortiz

Advertisement

Entrevistas

Com problemas pessoais, Victor Ramos pede licença e temporariamente deixa o Guarani

Publicado

em

Por

Devido ao excesso de zelo nas imagens dos treinamentos, não temos sequer fotos do zagueiro com uniforme do Guarani.

É uma péssima notícia em todos os sentidos. É ruim pra partida de estreia, é ruim pra sequência do Paulistão e, certamente é ruim para o próprio jogador.

O Guarani, em entrevista do presidente do CA Palmeron Mendes Filho em entrevista a Radio Bandeirantes Campinas anunciou a suspensão do contrato do zagueiro Victor Ramos, um dos jogadores que chegou ao clube cercado das maiores e positivas expectativas.

Segundo Palmeron e o próprio jogador, ele passa por problemas pessoais em Salvador-BA, os problemas não foram divulgados, e o atleta se reuniu com a direção na noite de ontem (13/01) pedindo uma licença de ao menos 30 dias do clube.

Diante das características da competição que dura pouco mais de 90 dias, o Guarani e o jogador chegaram a um acordo, Victor Ramos terá seu contrato suspenso, seus vencimentos congelados e, quando tiver os problemas resolvidos, se reapresenta ao clube e se reintegra ao elenco do Campeonato Paulista.

Pelo tom de voz do jogador durante a entrevista acreditamos ser um problema sério, mas que, a pedido do mesmo, não será divulgado. Como tem contrato assinado e já está inscrito no elenco que disputará o Campeonato Paulista a partir do próximo sábado, Victor Ramos não pode ser substituído no elenco, até que possa ser reintegrado ao grupo, o Guarani terá um atleta a menos, ficando limitado a apenas 25 jogadores.

Palmeron confirmou que a partir da comunicação do atleta o clube voltou ao mercado procurando um zagueiro que atue pelo lado esquerdo do campo, Victor Ramos, apesar das escalações não terem sido divulgadas nos dois jogos treino que o clube disputou, era titular absoluto a posição.

No player você ouve a entrevista de Palmeron Mendes Filho e Victor Ramos sobre o fato.

 

 

 

Marcos Ortiz

Continue Lendo

Entrevistas

Osmar Loss fala sobre esquema de jogo, contratações e treinos fechados: “Privacidade”

Publicado

em

Por

Entrevista em Sorocaba - Foto: Reprodução - Band Campinas.

Depois do jogo treino de ontem que teve portões fechados à imprensa e Torcida e do anúncio feito pela assessoria de imprensa de que o time titular sequer seria divulgado, a pedido do técnico Osmar Loss, e ao menos nesse primeiro momento essa será a tônica, treinos fechados e informações não divulgadas ao público.

O próprio técnico Osmar Loss falou sobre isso em entrevista à TV Band Campinas nesta tarde e ao menos deu uma dica do que pretende levar a campo nesse primeiro jogo, o Bugre deverá jogar no 4-2-3-1, assim é possível intuir que o time que iniciou a atividade, variando no segundo tempo para o 4-1-4-1 teve aquela formação trazida na véspera com Passarelli; Lenon, Ferreira, Diego Giaretta e Inácio; Fernandes e Ricardinho; Felipe Amorim, Rondinelly e Lucas Crispim; Diego Cardoso.

Você pode ouvir essa entrevista no player abaixo:

Estamos aqui em busca de preparação e evolução para deixar o time preparado pra essa estreia”, disse o treinador no começo da entrevista, para logo em seguida falar do período de pré temporada fora de Campinas que se encerra nesta tarde:

Fiquei muito satisfeito, acho que atingimos os objetivos planejados pra esse período, evoluímos muito fisicamente e de bom agrado no plano técnico e tático da equipe” disse Loss, falando em seguida do jogo treino contra a Inter de Limeira: “Foi positivo, foi a primeira vez que usamos o 100% do campo, tínhamos o intuito ainda físico ontem, os jogadores ainda estavam com as pernas pesadas e ainda assim tivemos um rendimento bem aceitável principalmente no sistema defensivo que é o que temos abordado nesse momento”.

Para ele o elenco estará evoluindo durante a competição, principalmente os recém contratados: “Eles vão melhorar bastante, tem uma evolução que virá com as primeiras rodadas do campeonato porque ritmo de competição só vem quando a gente joga, mas estou satisfeito e acreditando que atingiremos um bom nível já nas primeiras rodadas”.

Com bons trabalhos em categorias de base, o técnico Bugrino falou do possível aproveitamento de jogadores do time Sub-20: “Conseguimos observar o jogo contra o Bahia porque foi no horário do almoço e deu pra assistir com atenção, ontem acompanhamos o resultado porque estávamos na preparação pro jogo treino. Estamos coletando informações com o Márcio (Zanardi, treinador do Sub-20) constantemente e percebemos a evolução no decorrer dos três jogos, tem jogadores interessante,s o Guarani tem tradição na formação de jogadores, vamos estar atentos pra podermos aproveitar esses meninos”.

Sobre reforços ele deixou claro que sua prioridade é mesmo a chegada de um primeiro volante: “Ainda temos o grupo aberto e buscamos alguns jogadores, a posição de volante é onde temos nossa maior busca numa função diferente dos que temos aqui, precisamos de um primeiro volante. Nas demais posições estamos de olho no mercado, o Guarani não vai se precipitar, tem que ter calma e observar o que pode surgir de jogador de nome, não podemos colocar jogador só por colocar, tem que agregar, queremos jogadores que possam crescer e melhorar o rendimento da nossa equipe”.
Loss confirmou que conta com Romissom, volante que está no elenco desde o ano passado ao citar o nome do atleta ao lado de Ricardinho, Fernandes e Fabrício Bigode, atletas da posição atualmente no clube, portanto tudo indica que ele permanecerá e negou que pretenda, a não ser em caso de necessidade, escalar Lenon na posição.

E ele falou sobre a decisão de fechar o jogo treino contra a Inter: “Isso é uma questão de privacidade pra termos tranquilidade numa formação de elenco e montagem de ideia de jogo. Não é pra esconder a informação é pra darmos privacidade ao atleta num momento em que pode haver uma cobrança, uma melhor condição de dia a dia, isso é uma decisão que não é minha, ela é conjunta entre presidência, diretoria, superintendência e em conjunto achamos melhor trabalhar assim pra poder manter o foco, não há o intuito de esconder absolutamente nada”.

Sem citar quanto tempo o time precisará para evoluir no conjunto, ele disse que este será um processo mais demorado, mas que isso permite colocar sua ideia de trabalho pela troca de praticamente todo o elenco: “Estamos aproveitando cada treinamento pra colocar nossas ideias e receber o feedback dos atletas sobre como eles estão recebendo. Na medida que as rodadas passem vamos apresentar um conjunto cada vez melhor com resultados cada vez melhores”.

Em uma de suas entrevistas o presidente do Conselho de Administração disse que estava bem adiantado em negociações com um meia do elenco do Palmeiras (o nome não divulgado era o de Guerra), mas Loss admitiu que a negociação se distanciou: “A gente trabalhou nesse meia um tempo atrás na montagem, mas esfriou. Tudo está aberto, o Guarani está de olho no mercado e nas oportunidades, não podemos fechar as portas pra ninguém”.

O treinador confirmou que a chegada de Léo Príncipe foi um pedido seu e aceito por todos que decidem as contratações, mas que a formação do elenco não é apenas de atletas indicados por ele e sim por todos os envolvidos no departamento de futebol do clube. Outro nome que Loss avaliou positivamente foi o goleiro Kléver, bastante contestado pela Torcida: “Ele foi avaliado por todo o departamento de futebol, todos nós, a diretoria, o Fumagalli, o Marcos Vinícius, todos avaliamos como um jogador que preenche a posição com grande qualidade. Talvez tenha ficado na memoria das pessoas as falhas que ele teve no jogo com o Guarani, mas temos que lembrar que no ano anterior ele foi goleiro do Atlético-GO num acesso à primeira divisão. É um goleiro que eu conheço desde 2011 quando trabalhei com ele no Fluminense, sei da sua qualidade e vamos estar muito bem servidos na posição”.

Conforme dissemos no início da matéria, Loss falou dos dois sistemas de jogo testados no time que enfrentou a Inter de Limeira (4-2-3-1 e 4-1-4-1): “São as duas plataformas que pretendemos utilizar mais durante o campeonato, mas nada disso ainda é fixo, foi o que trabalhamos nessas primeiras semanas e tivemos um comportamento muito bom nas duas formas de atuar”.

E por último o treinador disse que por estar no elenco há mais tempo e com mais ritmo, Passarelli pode mesmo ser o titular no início do Paulistão: “O Passarelli por ter terminado e já estar em condições de jogo inclusive no BID sai um pouco na frente, ontem foi ele que participou das duas partes do jogo treino, tem um pouco de vantagem, mas é uma disputa clara, a gente ainda tem esses dez dias (9) pra tomar a decisão”, concluiu.

Marcos Ortiz

Continue Lendo

Entrevistas

Lucas Crispim: “Raça, dedicação e vontade não vão faltar”

Publicado

em

Por

Lucas Crispim na sua apresentação em Sorocaba - Foto: GuaraniPress.

Em Sorocaba, onde o Bugre faz sua pré temporada até o próximo dia 10, a tarde foi de apresentação de jogadores. Um dos atletas recém contratados que falou em entrevista à Radio Bandeirantes foi o meia Thiago Crispim que esteve no elenco do São Bento durante a disputa da Série B do Brasileiro e vem para o Bugre no Paulistão, Copa do Brasil e Brasileiro.

Você pode ouvir essa entrevista no player abaixo

 

 

Crispim afirmou que teve outras propostas, mas optou pelo Guarani e explica os motivos: “Recebi outras propostas e até uma de renovação com o São Bento, mas quando soube da grandeza do Guarani conversando com pessoas que trabalharam aqui e jogaram comigo como o Longuine e o Matheus Oliveira que jogaram aqui e me falaram muito bem do clube e da estrutura. Eu já conhecia o Guarani de outros tempos, vi a grandeza realmente e vi que o Guarani busca o mesmo que eu busco é o mesmo que o Guarani busca, crescer, evoluir, tenho certeza que esse ano vai ser de grandes frutos pra quem vestir essa camisa”.

Do atual elenco Bugrino ele lembrou que já atuou com alguns atletas: “Joguei com o Thiago Ribeiro muito tempo no Santos, com o Diego Cardoso jogamos a base inteira juntos. O Agenor saiu, mas me ajudou muito aqui na adaptação. É uma rapaziada boa e esse tempo aqui confinado nessa preparação faz a gente conhecer mais e pegar mais intimidade com todos pra dentro de campo acabar dando liga”.

E sobre a pré temporada ele disse ser desgastante, mas importante para o atleta: “É importante a pré temporada, sabemos que é mais desgastante quando voltamos de um período inativo de férias, por isso precisamos de descanso, boa alimentação e vejo isso com bons olhos pra gente poder fazer uma boa temporada”.

Vivendo a expectativa de brigar pela titularidade, Crispim disse porém que o importante é ajudar o grupo: “Eu quero ajudar não importa onde for, qual posição seja. Jogador quer sempre ser titular e quero brigar pela minha posição, mas isso tem que deixar nas mãos do Osmar (Loss), tenho certeza que vai escolher os melhores preparados pra gente começar bem o Paulista”, concluiu Lucas Crispim que encerrou a entrevista fazendo algumas promessas ao Torcedor Bugrino:

Podem esperar de mim muita raça, muita dedicação. Tenham certeza que vontade não vai faltar”.

 

Marcos Ortiz

Continue Lendo
Advertisement

VAI COMEÇAR O PAULISTÃO 2019!!!


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima partida

Campeonato Paulista

Bragantino X Guarani

Estádio Nabi Abi Chedid

Copa do Brasil 2019

+ Recentes

Classificação – Grupo B

PosTimeJVSGPG
10000
10000
10000
10000

Classificação – Geral

PosTimeJVSGPG
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.