Siga-nos

Entrevistas

Ricardinho espera estabilizar time titular, mas destaca importância de elenco forte

Publicado

em

Foto: GuaraniPress.

Principal jogador na partida do último sábado quando, além de marcar um lindo gol, fez uma partida muito boa no meio de campo Bugrino, o volante Ricardinho falou em entrevista coletiva nesta segunda feira.

A gente fez um bom jogo, particularmente fiquei bastante feliz pelo gol. me sinto bem aqui no clube e com os meus companheiros, isso me dá uma confiança maior, mas o mais importante foi a vitória, nossa equipe se portou bem durante os 90 minutos, ficamos felizes por mais uma vez dentro de casa impor nosso ritmo de jogo, a nossa forma de jogar e termos conseguido a vitória”, assim o volante analisou a vitória por 2×0 sobre o CRB.

Ricardinho também falou sobre o bom aproveitamento que o time tem jogando em casa e a ausência de vitórias como visitante: “Isso nos incomoda desde o primeiro jogo (Fortaleza), ainda mais pelo jeito que foi. Tanto contra o Fortaleza quanto contra o Goiás o que incomodou foi a gente ter perdido os pontos pela mesma razão, por termos repetido o erro no final do jogo de desatenção, de falta de concentração, mas já conseguimos um ponto na última partida fora de casa e agora esperamos aumentar a produção, ter cada vez mais atenção e concentração pra não deixarmos mais escapar esses pontos fora de casa, eles são muito importantes”.

Ele também comentou as constantes mudanças que tem ocorrido na escalação, nas sete partidas Umberto não conseguiu repetir a equipe titular em nenhuma partida: “Pra mim e pelo que a gente acompanha de futebol ao longo do tempo, a equipe que joga o futebol mais bonito no Brasil hoje talvez seja o Grêmio que já tem uma filosofia de trabalho há vários anos e que repete sempre os jogadores. No curto prazo temos o nosso exemplo aqui também, na Série A2 a Torcida sabia a escalação de cor, a imprensa também sabia e isso eu acho muito importante pro treinador, pros jogadores, pra todo o ambiente que nos cerca. Dá mais confiança, mais entrosamento e a gente espera que através do nosso desempenho a gente consiga ter essa regularidade nas vitórias pra dar tranquilidade também pro Umberto”.

Os dois próximos jogos serão fora de casa, primeiro em Caxias do Sul, e em seguida em Maceió: “Dois jogos fora de casa seguidos é uma dificuldade que todos os times vão enfrentar no campeonato, é difícil sim porque é um campeonato de muita força física. A gente precisa estar se cuidando o tempo todo na alimentação e no que mais for passado, temos profissionais capacitados pra isso, pra chegarmos bem fortes nesses dois jogos. Nosso elenco também tem crescido em número e qualidade e a gente espera superar as dificuldades pra no final desses dois jogos, quem sabe, conseguirmos seis pontos”.

Apesar de deixar claro que a melhor opção para o time é a estabilidade de um time titular jogando com sequência na competição, para Ricardinho é importante que todos os jogadores estejam com o mesmo nível de preparação: “Isso não é fácil, nossa cultura tem isso de quando um jogador vai pra reserva ele não entende por um ou dois jogos, é difícil pela parte física também e em algum momento tem uma queda técnica porque estamos em maio ainda e o campeonato vai até o final do ano, mas as equipes que fazem sucesso são aquelas que a gente vê que tem o grupo, que quando acontece uma lesão ou substituição quem entra da conta do recado, acaba se firmando, outro é decisivo no momento de fazer um gol, outro fica marcado por sempre entrar no segundo tempo e isso é importante”.

Pra equipe é importante que todos tenham o objetivo alcançado no final, que todos tenham seu papel dentro da equipe e assim o Umberto está capacitado nas escolhas que ele for fazer e no momento de serrem feitas, o importante é que ele tenha esse grupo em mãos e, independente das decisões que ele tomar a gente tem que procurar fazer o nosso melhor naquilo que for definido pra cada um”, concluiu.

 

Marcos Ortiz

Advertisement

Entrevistas

Com problemas pessoais, Victor Ramos pede licença e temporariamente deixa o Guarani

Publicado

em

Por

Devido ao excesso de zelo nas imagens dos treinamentos, não temos sequer fotos do zagueiro com uniforme do Guarani.

É uma péssima notícia em todos os sentidos. É ruim pra partida de estreia, é ruim pra sequência do Paulistão e, certamente é ruim para o próprio jogador.

O Guarani, em entrevista do presidente do CA Palmeron Mendes Filho em entrevista a Radio Bandeirantes Campinas anunciou a suspensão do contrato do zagueiro Victor Ramos, um dos jogadores que chegou ao clube cercado das maiores e positivas expectativas.

Segundo Palmeron e o próprio jogador, ele passa por problemas pessoais em Salvador-BA, os problemas não foram divulgados, e o atleta se reuniu com a direção na noite de ontem (13/01) pedindo uma licença de ao menos 30 dias do clube.

Diante das características da competição que dura pouco mais de 90 dias, o Guarani e o jogador chegaram a um acordo, Victor Ramos terá seu contrato suspenso, seus vencimentos congelados e, quando tiver os problemas resolvidos, se reapresenta ao clube e se reintegra ao elenco do Campeonato Paulista.

Pelo tom de voz do jogador durante a entrevista acreditamos ser um problema sério, mas que, a pedido do mesmo, não será divulgado. Como tem contrato assinado e já está inscrito no elenco que disputará o Campeonato Paulista a partir do próximo sábado, Victor Ramos não pode ser substituído no elenco, até que possa ser reintegrado ao grupo, o Guarani terá um atleta a menos, ficando limitado a apenas 25 jogadores.

Palmeron confirmou que a partir da comunicação do atleta o clube voltou ao mercado procurando um zagueiro que atue pelo lado esquerdo do campo, Victor Ramos, apesar das escalações não terem sido divulgadas nos dois jogos treino que o clube disputou, era titular absoluto a posição.

No player você ouve a entrevista de Palmeron Mendes Filho e Victor Ramos sobre o fato.

 

 

 

Marcos Ortiz

Continue Lendo

Entrevistas

Osmar Loss fala sobre esquema de jogo, contratações e treinos fechados: “Privacidade”

Publicado

em

Por

Entrevista em Sorocaba - Foto: Reprodução - Band Campinas.

Depois do jogo treino de ontem que teve portões fechados à imprensa e Torcida e do anúncio feito pela assessoria de imprensa de que o time titular sequer seria divulgado, a pedido do técnico Osmar Loss, e ao menos nesse primeiro momento essa será a tônica, treinos fechados e informações não divulgadas ao público.

O próprio técnico Osmar Loss falou sobre isso em entrevista à TV Band Campinas nesta tarde e ao menos deu uma dica do que pretende levar a campo nesse primeiro jogo, o Bugre deverá jogar no 4-2-3-1, assim é possível intuir que o time que iniciou a atividade, variando no segundo tempo para o 4-1-4-1 teve aquela formação trazida na véspera com Passarelli; Lenon, Ferreira, Diego Giaretta e Inácio; Fernandes e Ricardinho; Felipe Amorim, Rondinelly e Lucas Crispim; Diego Cardoso.

Você pode ouvir essa entrevista no player abaixo:

Estamos aqui em busca de preparação e evolução para deixar o time preparado pra essa estreia”, disse o treinador no começo da entrevista, para logo em seguida falar do período de pré temporada fora de Campinas que se encerra nesta tarde:

Fiquei muito satisfeito, acho que atingimos os objetivos planejados pra esse período, evoluímos muito fisicamente e de bom agrado no plano técnico e tático da equipe” disse Loss, falando em seguida do jogo treino contra a Inter de Limeira: “Foi positivo, foi a primeira vez que usamos o 100% do campo, tínhamos o intuito ainda físico ontem, os jogadores ainda estavam com as pernas pesadas e ainda assim tivemos um rendimento bem aceitável principalmente no sistema defensivo que é o que temos abordado nesse momento”.

Para ele o elenco estará evoluindo durante a competição, principalmente os recém contratados: “Eles vão melhorar bastante, tem uma evolução que virá com as primeiras rodadas do campeonato porque ritmo de competição só vem quando a gente joga, mas estou satisfeito e acreditando que atingiremos um bom nível já nas primeiras rodadas”.

Com bons trabalhos em categorias de base, o técnico Bugrino falou do possível aproveitamento de jogadores do time Sub-20: “Conseguimos observar o jogo contra o Bahia porque foi no horário do almoço e deu pra assistir com atenção, ontem acompanhamos o resultado porque estávamos na preparação pro jogo treino. Estamos coletando informações com o Márcio (Zanardi, treinador do Sub-20) constantemente e percebemos a evolução no decorrer dos três jogos, tem jogadores interessante,s o Guarani tem tradição na formação de jogadores, vamos estar atentos pra podermos aproveitar esses meninos”.

Sobre reforços ele deixou claro que sua prioridade é mesmo a chegada de um primeiro volante: “Ainda temos o grupo aberto e buscamos alguns jogadores, a posição de volante é onde temos nossa maior busca numa função diferente dos que temos aqui, precisamos de um primeiro volante. Nas demais posições estamos de olho no mercado, o Guarani não vai se precipitar, tem que ter calma e observar o que pode surgir de jogador de nome, não podemos colocar jogador só por colocar, tem que agregar, queremos jogadores que possam crescer e melhorar o rendimento da nossa equipe”.
Loss confirmou que conta com Romissom, volante que está no elenco desde o ano passado ao citar o nome do atleta ao lado de Ricardinho, Fernandes e Fabrício Bigode, atletas da posição atualmente no clube, portanto tudo indica que ele permanecerá e negou que pretenda, a não ser em caso de necessidade, escalar Lenon na posição.

E ele falou sobre a decisão de fechar o jogo treino contra a Inter: “Isso é uma questão de privacidade pra termos tranquilidade numa formação de elenco e montagem de ideia de jogo. Não é pra esconder a informação é pra darmos privacidade ao atleta num momento em que pode haver uma cobrança, uma melhor condição de dia a dia, isso é uma decisão que não é minha, ela é conjunta entre presidência, diretoria, superintendência e em conjunto achamos melhor trabalhar assim pra poder manter o foco, não há o intuito de esconder absolutamente nada”.

Sem citar quanto tempo o time precisará para evoluir no conjunto, ele disse que este será um processo mais demorado, mas que isso permite colocar sua ideia de trabalho pela troca de praticamente todo o elenco: “Estamos aproveitando cada treinamento pra colocar nossas ideias e receber o feedback dos atletas sobre como eles estão recebendo. Na medida que as rodadas passem vamos apresentar um conjunto cada vez melhor com resultados cada vez melhores”.

Em uma de suas entrevistas o presidente do Conselho de Administração disse que estava bem adiantado em negociações com um meia do elenco do Palmeiras (o nome não divulgado era o de Guerra), mas Loss admitiu que a negociação se distanciou: “A gente trabalhou nesse meia um tempo atrás na montagem, mas esfriou. Tudo está aberto, o Guarani está de olho no mercado e nas oportunidades, não podemos fechar as portas pra ninguém”.

O treinador confirmou que a chegada de Léo Príncipe foi um pedido seu e aceito por todos que decidem as contratações, mas que a formação do elenco não é apenas de atletas indicados por ele e sim por todos os envolvidos no departamento de futebol do clube. Outro nome que Loss avaliou positivamente foi o goleiro Kléver, bastante contestado pela Torcida: “Ele foi avaliado por todo o departamento de futebol, todos nós, a diretoria, o Fumagalli, o Marcos Vinícius, todos avaliamos como um jogador que preenche a posição com grande qualidade. Talvez tenha ficado na memoria das pessoas as falhas que ele teve no jogo com o Guarani, mas temos que lembrar que no ano anterior ele foi goleiro do Atlético-GO num acesso à primeira divisão. É um goleiro que eu conheço desde 2011 quando trabalhei com ele no Fluminense, sei da sua qualidade e vamos estar muito bem servidos na posição”.

Conforme dissemos no início da matéria, Loss falou dos dois sistemas de jogo testados no time que enfrentou a Inter de Limeira (4-2-3-1 e 4-1-4-1): “São as duas plataformas que pretendemos utilizar mais durante o campeonato, mas nada disso ainda é fixo, foi o que trabalhamos nessas primeiras semanas e tivemos um comportamento muito bom nas duas formas de atuar”.

E por último o treinador disse que por estar no elenco há mais tempo e com mais ritmo, Passarelli pode mesmo ser o titular no início do Paulistão: “O Passarelli por ter terminado e já estar em condições de jogo inclusive no BID sai um pouco na frente, ontem foi ele que participou das duas partes do jogo treino, tem um pouco de vantagem, mas é uma disputa clara, a gente ainda tem esses dez dias (9) pra tomar a decisão”, concluiu.

Marcos Ortiz

Continue Lendo

Entrevistas

Lucas Crispim: “Raça, dedicação e vontade não vão faltar”

Publicado

em

Por

Lucas Crispim na sua apresentação em Sorocaba - Foto: GuaraniPress.

Em Sorocaba, onde o Bugre faz sua pré temporada até o próximo dia 10, a tarde foi de apresentação de jogadores. Um dos atletas recém contratados que falou em entrevista à Radio Bandeirantes foi o meia Thiago Crispim que esteve no elenco do São Bento durante a disputa da Série B do Brasileiro e vem para o Bugre no Paulistão, Copa do Brasil e Brasileiro.

Você pode ouvir essa entrevista no player abaixo

 

 

Crispim afirmou que teve outras propostas, mas optou pelo Guarani e explica os motivos: “Recebi outras propostas e até uma de renovação com o São Bento, mas quando soube da grandeza do Guarani conversando com pessoas que trabalharam aqui e jogaram comigo como o Longuine e o Matheus Oliveira que jogaram aqui e me falaram muito bem do clube e da estrutura. Eu já conhecia o Guarani de outros tempos, vi a grandeza realmente e vi que o Guarani busca o mesmo que eu busco é o mesmo que o Guarani busca, crescer, evoluir, tenho certeza que esse ano vai ser de grandes frutos pra quem vestir essa camisa”.

Do atual elenco Bugrino ele lembrou que já atuou com alguns atletas: “Joguei com o Thiago Ribeiro muito tempo no Santos, com o Diego Cardoso jogamos a base inteira juntos. O Agenor saiu, mas me ajudou muito aqui na adaptação. É uma rapaziada boa e esse tempo aqui confinado nessa preparação faz a gente conhecer mais e pegar mais intimidade com todos pra dentro de campo acabar dando liga”.

E sobre a pré temporada ele disse ser desgastante, mas importante para o atleta: “É importante a pré temporada, sabemos que é mais desgastante quando voltamos de um período inativo de férias, por isso precisamos de descanso, boa alimentação e vejo isso com bons olhos pra gente poder fazer uma boa temporada”.

Vivendo a expectativa de brigar pela titularidade, Crispim disse porém que o importante é ajudar o grupo: “Eu quero ajudar não importa onde for, qual posição seja. Jogador quer sempre ser titular e quero brigar pela minha posição, mas isso tem que deixar nas mãos do Osmar (Loss), tenho certeza que vai escolher os melhores preparados pra gente começar bem o Paulista”, concluiu Lucas Crispim que encerrou a entrevista fazendo algumas promessas ao Torcedor Bugrino:

Podem esperar de mim muita raça, muita dedicação. Tenham certeza que vontade não vai faltar”.

 

Marcos Ortiz

Continue Lendo
Advertisement

VAI COMEÇAR O PAULISTÃO 2019!!!


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima partida

Campeonato Paulista

Bragantino X Guarani

Estádio Nabi Abi Chedid

Copa do Brasil 2019

+ Recentes

Classificação – Grupo B

PosTimeJVSGPG
10000
10000
10000
10000

Classificação – Geral

PosTimeJVSGPG
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000
10000

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.