Siga-nos

Entrevistas

Presidente do Conselho Deliberativo considera Assembleia inoportuna, mas mantem convocação

Publicado

em

Na antevéspera da partida decisiva contra o Paraná Clube, o Guarani ainda vive em seu ambiente interno o clima da realização de uma Assembleia Geral convocada a pedido de 102 sócios patrimoniais que decidirá, na próxima segunda feira pelo afastamento (impeachment) dos cinco membros restantes do Conselho de Administração do Guarani Futebol Clube.

E nesta quinta feira ouvimos o presidente do Conselho Deliberativo do Guarani, o advogado Marcelo Galli, que concedeu entrevista a Radio Bandeirantes Campinas esclarecendo o andamento esta situação. Você pode ouvir esta entrevista no player abaixo.

Galli se disse contrário à realização desta Assembleia que segundo ele “acontecerá em momento inoportuno em que o time inicia uma reação na classificação da Série B”, parabenizou a Torcida Jovem – Guarani, que nesta quinta feira emitiu uma nota oficial também considerando inoportuna a realização desta Assembleia neste momento (a nota estará no fim desta matéria), deixou claro que quer que o processo trazido pelas denúncias apresentadas tenha andamento e elas serem investigadas, apuradas, e só depois é que os sócios poderão emitir parecer sobre as denúncias, em outro momento.

Porém, fato com o qual concordo plenamente aos olhos da letra estatutária, Marcelo Galli esclareceu que não tem competência para cancelar a Assembleia, e isto acontece porque, apesar de ser ele o convocador através do edital, esta convocação foi feita atendendo a regulamentação estatutária de que 100 sócios patrimoniais podem convocar uma Assembleia Geral, portanto, apenas este grupo de associados, ou a maioria deles, pode, neste momento, requerer o cancelamento da reunião.

Entenda

O Estatuto Social do Guarani determina em seu artigo 43, inciso IV que:

Art. 43 – A Assembleia Geral será convocada pelo Presidente do Conselho Deliberativo, por sua iniciativa, ou a pedido:

IV – de 100 (cem) sócios patrimoniais em pleno gozo de seus direitos sociais, ou, se menor, do número de sócios para tanto exigidos pelo Código Civil. Parágrafo 1º – Nas hipóteses dos incisos I, II, III e IV deste artigo, o pedido será formulado por meio de requerimento fundamentado dirigido ao Presidente do Conselho Deliberativo,

Portanto, pela letra estatutária, quem convoca a Assembleia é o presidente do Conselho Deliberativo, mas o faz provocado pelos sócios patrimoniais, de fato os responsáveis pela convocação.

Os sócios colicitantes

Ao todo foram entregues 131 assinaturas quando do protocolo do pedido na secretaria do clube, porém ao todo 33 destes associados não preenchiam os requisitos estatutários para tal pedido (não eram sócios proprietários (possivelmente dependentes), ou não estavam em dia com suas mensalidades naquele momento, por exemplo). Porém, o presidente do Conselho Deliberativo entendeu por bem dar prazo para que estes nomes fossem substituídos e quatro novas assinaturas foram apresentadas, chegando assim ao número de 102 associados.

Desta forma, segundo entendimento do presidente do Conselho Deliberativo, com o qual eu concordo, alias, apenas a maioria dos solicitantes tem poder de anular a convocação da reunião, ou, em números, 52 assinaturas de sócios que integrem o pedido.

Uma outra possibilidade de cancelamento da Assembleia Geral seria por meio de decisão judicial, porem entendo que esta possibilidade seja muito difícil, tendo em vista o fato de a convocação atender os requisitos estatutários para tal ato,cabendo apenas contestação quanto a esta substituição de nomes permitida durante o processo.

A Assembleia e suas decisões

A reunião com os associados acontecerá na noite de segunda feira (23/09) e a maioria dos sócios presentes votará nominalmente sobre o afastamento de Ricardo Moisés, Assis Oliveira, Marcos Lena, Gilberto Moreno e Carlos Queiroz, os integrantes restantes do atual Conselho de Administração.

Como a votação será nominal, o que pode acontecer é:

Se nenhum deles for afastado, tudo segue como está. Se apenas um deles for afastado o Conselho de Administração atual mantem sua capacidade de deliberação (decisão), porém terá que passar por um processo eleitoral convocado para recompor as três vagas que faltarem.

Se mais de um membro do Conselho de Administração for afastado pela maioria dos associados os Conselheiros de Administração que restarem não poderão deliberar (decidir). O CA só recuperará a capacidade de decisão quando findar o processo eleitoral que recomporá as vagas faltantes e toda a tramitação burocrática (registros de atas em cartório) estiver cumprida, o que se estima demore minimamente 45 dias.

Caso todos os atuais Conselheiros de Administração sejam afastados o clube entra num limbo jurídico por minimamente igual período de 45 dias e vai depender de hipotéticas decisões judiciais liminares para saber se alguém terá a capacidade de gestão durante este processo.

É importante que se diga que a realização da Assembleia Geral pura e simplesmente não determina seu resultado, o resultado será apurado ao final da mesma contando-se a maioria dos votos entre os sócios presentes.

Abaixo a íntegra da nota da Torcida Jovem – Guarani escrita toda em caixa alta.

Marcos Ortiz

NOTA OFICIAL

G.R.C.F.S. TORCIDA JOVEM GUARANI INFORMA

APESAR DO NOSSO DESEJO JÁ EXPOSTO PELA DESTITUIÇÃO DE TODO O CONSELHO ADMINISTRATIVO DO GUARANI POR NÃO CONCORDAR COM A FORMA COMO O CLUBE É HOJE REGIDO, ESCLARECEMOS:

EM CONVERSA HOJE DIA 19/09 COM O NOVO PRESIDENTE DO C.A. DEFINIMOS QUE NESSE MOMENTO DE REAÇÃO DO TIME EM CAMPO E PELO FECHAMENTO DO ATUAL ELENCO COM O ATUAL PRESIDENTE, A TORCIDA JOVEM GUARANI É CONTRA O IMPEACHMENT PROTOCOLADO POR TER CERTEZA QUE ISSO PODERÁ SER A PÁ DE CAL DEFINITIVA PRO TERRÍVEL DESCENSO AO INFERNO DA SERIE C.

SOMENTE POR ISSO, DAREMOS TRÉGUA E APOIAREMOS TODOS ATÉ O FINAL DESSA SERIE B…..

NUNCA IREMOS NOS FURTAR EM APOIAR E AJUDAR O GUARANI….ESTAREMOS JUNTOS NESSE OBJETIVO ACREDITANDO NAS PALAVRAS DOS ENVOLVIDOS (NOVO PRESIDENTE, COMISSÃO TÉCNICA E JOGADORES). SAIBAM QUE DEPOIS DOS ESCLARECIMENTOS DE HOJE, NOSSO APOIO NAS ARQUIBANCADAS SERÁ MAIS INCONDICIONAL DO QUE NUNCA
DEIXANDO A CONDICIONANTE DE ROMPIMENTO DESTE COM DESCUMPRIMENTO DO QUE HOJE FOI COLOCADO.

ACREDITAMOS EM VOCÊS E FAÇAMOS VOTOS PARA QUE NÃO NOS DECEPCIONEM

T.J.G. SEMPRE UM SÍMBOLO DE AMOR AO GUARANI DIRETORIA
DEMOCRACIA E TRANSPARÊNCIA

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.