Siga-nos

Entrevistas

Presidente da Comissão Eleitoral justifica impugnação e fala do processo de trabalho

Publicado

em

Depois do anúncio da impugnação da chapa Nova Jornada, ligada ao presidente do Conselho de Administração do Guarani, Palmeron Mendes Filho, o assunto rendeu alguns esclarecimentos no final desta manhã através da imprensa e acompanhamos pela Radio Bandeirantes Campinas uma entrevista com o associado Anselmo França, presidente da Comissão Eleitoral que emitiu o ato de impugnação na noite de ontem.

Na verdade, em que pese várias respostas obtidas durante a entrevista, ela também deixou pontos desconexos que você pode conferir (também em áudio no player) abaixo. Apenas para que todos tenham o melhor entendimento, a transcrição da entrevista é a mais fiel possível, respeitando apenas correções gramaticais e de conclusão de assunto, e contem apenas uma intervenção nossa para esclarecimento.

 

“Ontem foi uma divulgação dos resultados do trabalho de homologação de toda a comissão eleitoral, para recapitular esse processo na verdade se encerrou no domingo porque houve uma divulgação da chapa na segunda feira e pra cumprirmos os requisitos do estatuto que após a divulgação, em seis dias o processo tem que estar finalizado, a gente finalizou no domingo. No domingo foi uma reunião bastante cansativa porque começamos a reunião logo cedo e acabamos saindo de lá às 2:00 da manhã do salão social do Guarani, foram mais de 16 horas de trabalho no domingo”, assim Anselmo França resumiu o encerramento que não é do trabalho da Comissão Eleitoral, e sim da análise das chapas e candidatos inscritos, mas cabe uma observação.

Intervenção: O site oficial do Guarani divulgou na noite de ontem a Ata desta reunião registrando seu início às 09:30 da manhã e encerrando a reunião às 23:48 da noite, porém, conforme afirmou o próprio Anselmo França a reunião só foi encerrada às 2:00 da manhã, portanto no dia seguinte, segunda feira (recorte abaixo).

 

Voltando a falar sobre o trabalho, ele seguiu: “O resultado foram as três chapas apresentadas, Hoje e Sempre Guarani, Renova Guarani e Nova Jornada, infelizmente nós tivemos uma das chapas impugnadas, no caso a Nova Jornada. Durante toda essa semana a Comissão eleitoral se reuniu e trabalhou todos os dias, a cada dia nós íamos analisando um critério de pendência na inscrição das chapas, a cada pendência que uma chapa tinha em relação ao nosso estatuto nós comunicávamos no dia seguinte formal e pessoalmente os representantes da chapa para que, conforme pede o estatuto, em 48 horas eles pudessem apresentar regularização sobre aquela pendência e assim se deu o processo, exceto a chapa Nova Jornada que no dia 31 recebeu uma notificação no dia 31 sobre uma pendência no artigo 110 que trata que o indivíduo pra ser candidato tem que ter dois anos de associação e estar com suas mensalidades pagas. Eles receberam essa notificação, apresentaram o resultado dela só no domingo descumpriram o prazo de 48 horas que foi cumprido por todas as outras chapas, mas independentemente disso a gente seguiu com a avaliação da chapa”.

“Um dos requisitos pra que uma chapa possa ser homologada é que no final do processo ela tenha 100 sócios e desses cinco sejam candidatos ao Conselho Fiscal, entre os 40 primeiros a gente tem que ter cinco sócios com 10 anos de (de associação) e cinco sócios com cinco anos. A chapa Nova Jornada teve um candidato deles que no sábado pediu a retirada do seu nome, o estatuto não prevê que o sócio possa fazer isso, por ser um caso omisso a gente deliberou e pra não prejudicar a chapa, por unanimidade a gente não acolheu o pedido desse associado, porem após análise a gente viu um erro da nossa comissão, vimos que eles tinham apenas três candidatos ao Conselho Fiscal, mas por uma desorganização quando os documentos foram apresentados a gente acabou, já era muito tarde da noite, a gente acabou cometendo uma injustiça com um dos candidatos, mas independente disso o resultado não mudaria porque eles passariam a ter quatro candidatos aptos ao Conselho Fiscal e não cinco como pede o estatuto”.

“No dia 31 eles foram notificados que 20 nomes da chapa deles não cumpriam o artigo 110, ou seja, dois anos e mensalidades em dia e eles tinham 48 horas pra apresentar isso, foi no sábado, eles apresentaram no domingo. No sábado às 13:00 quando a secretaria fecha a gente fez uma solicitação de lista atualizada com todos os sócios e as datas financeiras deles e avaliamos eventuais chapas que apresentaram suas defesas também. Todos os retornos destas notificações foram avaliados no domingo e após esta avaliação a chapa seguia com nove pessoas pendentes do ponto de vista financeiro, então no final eles não teriam, teoricamente, 100 nomes também, lembrando o caso do Conselho Fiscal”.

“Eles apresentaram 12 fichas a mais pra que pudessem ser substituídas em eventuais alterações, dessas 12 fichas apenas seis candidatos cumpriam os requisitos do artigo 110, eles tinham nove que não apresentavam, das doze, seis podiam ser aproveitadas e no final a chapa já não teria 100 pessoas, ai a reunião, como decidiu que a chapa iria ser impugnada, terminamos a reunião, nem avaliamos a chapa Nova Jornada e o monte de pedido de impugnação que teve, ou seja, pedidos de impugnação do Palmeron e de outros membros do CA que não podiam ser candidatos, membro do CA que tinha renúncia e vários outros casos de irregularidades que as outras chapas apresentaram. Demos conhecimento a todas as chapas no mesmo momento pra que em 48 horas apresentassem suas defesas, na chapa Nova Jornada a gente vai concluir esse trabalho hoje pra que a chapa que foi impugnada tenha a opção, porque a Comissão Eleitoral toma decisão em primeira instância, eles tem como usar o recurso que é pedir o recurso na Assembleia de Sócios, mas pra isso a gente precisa colocar todas as pendências que a chapa apresentou. A comissão aceitou ou não, esses candidatos são aptos, isso a gente vai julgar hoje, mas o fato é que já dava pra considerar a chapa impugnada por essas irregularidades apresentadas”.

“Ontem a gente reuniu as chapas pra apresentar o resultado dentro as dependências do Guarani e infelizmente gerou uma discussão com ataques pessoais e eu particularmente me retirei da reunião e fizemos apenas a divulgação do resultado. Basicamente foi isso, estou aberto a perguntas”, encerrou Anselmo França, passando então a esclarecer dúvidas da equipe esportiva da emissora.

Das perguntas apresentadas ele analisou que a data de pagamento questionada pela chapa impugnada se encerraria no dia 08 de janeiro, dando ao sócio a condição de em dia com a secretaria até o dia 08 de fevereiro, apesar de legalmente não poder ser este associado considerado inadimplente e sim, apenas com sua mensalidade atrasada e negou que a Comissão Eleitoral tivesse extraviado uma ficha de inscrição e posteriormente a teria encontrado.

“Foi dado a cada chapa a condição de apresentar comprovante de pagamento em 48 horas, mas no caso da Nova Jornada eles não apresentaram comprovante, eles queriam apresentar os comprovantes ontem durante a reunião e a gente não podia aceitar isso porque está fora do estatuto, disse ele, sobre a questão da posição financeira, e em seguida respondeu sobre a questão da ficha de inscrição que teria sido encontrada depois pela comissão: “Não procede, acontece que um candidato do (Conselho) Fiscal não encontramos a ficha dele, como eles pediram a troca não identificaram qual era o número da ordem, mas não dei falta de ficha de nenhum candidato”.

Ainda na noite de ontem a emissora trouxe uma informação em sua programação que dizia ter a chapa Nova Jornada ter apresentado documentos falsificados à Comissão Eleitoral, o que o presidente da comissão negou ser verdade: “Não, o que podem ter interpretado é que o candidato tem que apresentar uma ficha de inscrição onde tenha a ficha dele e uma foto de documento onde tenha a assinatura dele pra que a gente possa confirmar que aquele candidato é ele mesmo quem assina, não seja falsificado. O que houve em todas as chapas foram divergências de assinaturas e nós pedimos pra que todos que de fato assinaram ou que os integrantes da chapa se responsabilizassem por eventual falsificação ideológica, mas a comissão identificar documento falso, isso até o momento não aconteceu”, concluiu.

Certamente ainda nesta terça feira (05/01) teremos novos capítulos sobre o assunto e, se surgirem, traremos a todos.

 

Marcos Ortiz

Advertisement

Entrevistas

Ouça as entrevistas na saída do gramado e a coletiva de Osmar Loss

Publicado

em

Por

Na saída do gramado acompanhamos, pela Radio Bandeirantes Campinas algumas entrevistas com jogadores Bugrinos ainda no gramado do Pacaembu, logo após a derrota por 3×0 para o Santos.

Acho que faltou um pouco de concentração da gente, o jogo em si não foi mal, tivemos algumas oportunidades, tivemos chance, mas infelizmente a bola não entrou e o Santos foi feliz no ataque, foram eficazes e saíram com a vitória”, foi assim que o lateral Inácio analisou a derrota por 3×0 no Pacaembu.

Confira no player, além dessa, as entrevistas de Victor Ramos, Léo Príncipe e Thiago Ribeiro que lamentou a chance perdida por Fernando Viana e lembrou que o Guarani chegou a criar oportunidades para ao menos empatar a partida.

E o técnico Osmar Loss também analisou a derrota e a atuação da equipe, sem usar as mudanças como motivo pra derrota ele reconheceu porem que isso atrapalhou o planejamento nas alterações: “Atenua, mas precisamos ter consciência dos erros e acertos que a gente teve. De positivo tivemos uma grande atitude e coragem, em nenhum momento ficamos encolhidos, quando o Santos chegou foi porque saiu da nossa marcação mais alta. Temos que trabalhar em ciam dessa atitude pros próximos jogos”, disse o treinador.

A integra da entrevista coletiva pode ser conferida no player abaixo.

 

Marcos Ortiz

Continue Lendo

Entrevistas

Palavras tentam, mas não explicam a lambança em Santa Cruz do Sul – Ouça as entrevistas

Publicado

em

Por

Depois de mais um capítulo mal escrito de sua história, voltando a jogar uma Copa do Brasil depois de quatro temporadas e sendo eliminado por mais um time inexpressivo na história do futebol, ouvimos algumas entrevistas do repórter Marcos Luiz da Radio Bandeirantes Campinas na saída do gramado do estádio dos Eucaliptos.

Primeiro jogador a falar foi o volante Ricardinho que mais uma vez teve que falar sobre uma derrota dolorida: “Fomos castigados no final, tivemos chance de fazer gol, acertamos bola na trave, depois recuamos muito, pressão de bola parada e o gol que a gente leva é lamentável”, disse o volante, que pela transmissão por radio da partida, analisou bem o que foi o jogo, o Guarani perdeu porque não teve atitude para tentar definir a partida e preferiu recuar segurando um empate.

Ouça as demais entrevistas no player abaixo.

 

Já o técnico Osmar Loss, falando manso, como sempre, sem mudar o tom, sem vibrar, disse que sente muito a derrota e que o prejuízo do clube com a eliminação é grande:

A gente tem que sentir, tem que sofrer com esse resultado que não era o que estava planejado, vínhamos de três jogos com três ótimos resultados, mas temos que saber que temos uma forma de jogar, conseguimos impor ela no primeiro tempo e temos que ter isso como vértice pro nosso trabalho. Vamos pra uma outra batalha contra a equipe que está sendo a sensação do campeonato Paulista e temos que estar fortalecidos, com a confiança elevada, sabendo que temos hoje e amanhã pra “lamber” as nossas feridas, mas sexta feira o foco tem que ser outro, a confiança tem que voltar, temos que manter a nossa busca pela classificação no Paulistão”, disse o treinador em um trecho da sua entrevista. A íntegra pode ser ouvida abaixo:

 

Marcos Ortiz

Continue Lendo

Entrevistas

Alegria na saída do gramado e Loss satisfeito com atuação – Ouça as entrevistas

Publicado

em

Por

Foto: Marcos Ortiz - Planeta Guarani.

Foi a terceira vitória do Bugre no Paulistão, segunda jogando no Brinco de Ouro e foi importante demais porque o time conseguiu manter-se firme na briga por uma das duas vagas, se ainda não dentro do G2, muito próximo, ou até podendo entrar após o final da rodada.

Na saída do gramado ouvimos, pela Radio Bandeirantes Campinas, no trabalho do repórter Marcos Luiz, as entrevistas dos jogadores Fabrício Costa, Léo Príncipe, Ricardinho e Diego Cardoso, autor do segundo gol do Bugre na vitória por 2×0 sobre o Botafogo.

Ouça no player abaixo:

Depois, acompanhamos a entrevista do técnico Osmar Loss que comemorou bastante a atuação da equipe, a vitória e agora já está com o foco voltado pra partida da próxima quarta feira contra  Avenida-RS pela Copa do Brasil.

Ouça a entrevista no player abaixo:

 

Marcos Ortiz

Continue Lendo
Advertisement

Guarani 2×0 Botafogo – Imagens do PG


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima Partida – 23/02 – 16:30

Campeonato Paulista

Guarani X São Caetano

Estádio Brinco de Ouro da Princesa

+ Recentes

Classificação – Grupo B

PosTimeJVSGPG
174514
273012
373-110
470-83

Classificação – Geral

PosTimeJVSGPG
1761018
274514
374514
473312
573012
673510
773-110
873-110
97329
107229
117209
1272-39
1371-85
1471-44
1570-74
1670-83

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.