Siga-nos

Entrevistas

Para Louzer cobranças devem ser divididas entre ele, elenco e diretoria

Publicado

em

Foto: Marcos Ortiz - Planeta Guarani.

E depois do jogo, como se tornou rotina nas últimas cinco rodadas da Série B em que o Bugre não sabe o que é conhecer uma vitória, o técnico Umberto Louzer foi pra entrevista coletiva tentar explicar o que aconteceu com mais um empate em casa, mais uma vez com o Bugre sofrendo gol aos 45 minutos do segundo tempo.

A integra da entrevista pode ser ouvida no player abaixo.

 

 

O sentimento é de frustração, tivemos a oportunidade de sair mais uma vez com a vitória, até de ampliar o marcador e ter um jogo mais tranquilo no final, mas mais uma vez pecamos nos nossos erros. Era um lance de lateral (o lance do gol do Oeste), estávamos com dois ou três em cima da bola, mas proporcionamos a oportunidade do adversário sair e concluir em gol mesmo com a gente com superioridade no setor”, assim ele explicou o gol sofrido pelo Bugre que custou mais dois pontos nos minutos finais de uma partida.

Temos que lamentar, não tem o que falar aqui que vá tirar essa indignação e insatisfação em relação ao resultado”.

Umberto falou sobre a cobrança que tem recebido pela flata de resultados: “Quando o resultado não vem a cobrança é natural, sempre falei que o Guarani é um time grande, acostumado a competir e a conquistar. Temos que fazer boas campanhas, mas tem que ser dividido (as cobranças). Não somente o Umberto, eu tenho minha parcela, tem a parcela dos atletas e eles sabem disso, tem a parcela também da direção e de todo mundo que se envolve com o Guarani, quando ganha ganha todo mundo, quando perde tem que ser dividido pra que a gente possa solucionar”.

Nós mesmos criamos essa expectativa e nós mesmos temos que sair dessa situação, temos que buscar soluções dentro do elenco no nosso trabalho no dia a dia. Claro que precisamos a cada dia dar uma resposta melhor e mais uma vez hoje a gente sai insatisfeito, poderíamos hoje ter saído com essa vitória”, disse Umberto.

A íntegra da entrevista que tem pouco mais de 08 minutos de duração pode ser ouvida no player. Quanto o termo “hoje” usado por ele, não, não foi só hoje… o Guarani conseguiu perder ou empatar vários jogos ganhos nesta Série B de campeonato Brasileiro e perdeu esses pontos por erros individuais, dentro e fora de campo, alguns inclusive do próprio Umberto ao não fazer a leitura correta do jogo ou no momento das substituições. “Hoje” foi só mais um.

Respeito muito o Umberto, reconheço nele um dos responsáveis pelas duas maiores conquistas recentes do Guarani dentro de campo, a vola à Série A1 do Campeonato Paulista com um título de bônus e a volta à disputa da Copa do Brasil, duas competições das quais o Guarani se afastou a muito tempo e que, só com o trabalho de Louzer terá de volta ao seu calendário. Só ai ele trouxe minimamente seis ou sete milhões de reais aos cofres Bugrinos em 2019, podendo aumentar na medida em que o time vá avançando na Copa do Brasil e receba cotas maiores, porem não posso deixar de dizer que seu trabalho foi insuficiente na reta final do Campeonato Brasileiro da Série B, ou melhor, foi insuficiente para a reta final da Série B, porque os erros que cometeu custaram pontos caríssimos no decorrer de todo o campeonato.

Ele é o único culpado? Claro que não… Jogadores e diretoria tem suas parcelas de culpa sim, e são grandes também, mas no jogo contra o Oeste a dor foi menor, porque infelizmente valia muito menos que todos os outros, valia uma sobrevida momentânea, enquanto os outros valiam um acesso.

Boa pra frente…

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement

Guarani 0x2 Vila Nova


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima Partida – 20/08 19:15

Brasileiro - Série B

Operário-PR X Guarani FC

Campeonato Brasileiro - Série B

+ Recentes

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.