Siga-nos

Marcos Ortiz

Opinião: São Bento x Guarani, pelo amor ou pela dor, hora da reunião da Família Bugrina

Publicado

em

Uma das frases que mais tenho praticado nos últimos 10 meses da minha vida é: “Pelo amor ou pela dor”. Explico.

No último dia 15/10 completaram-se dez meses desde que minha mãe faleceu. Sim, ela era meu apoio, meu norte, meu exemplo, meu tudo e acreditem, escrever aqui no Planeta Guarani foi e continua sendo fundamental para suportar e superar esse momento, essa perda e, a última vez que vi toda minha família reunida foi lá, no sepultamento dela. Foi pela dor.

Minha mãe adorava festas, gente reunida, família por perto, apesar de não ter. Costumava dizer a ela que nossa família era assim, pequena e agitada. Basicamente eramos ela, minha filha caçula, minha noiva, eu e o Woody, nosso cachorrinho que ela aprendeu a amar também. Sinto falta? Sim, sinto, a todo momento, não há um segundo, uma respiração que não me traga a lembrança dela andando por esta casa, seus gestos, seus trejeitos, absolutamente tudo.

Mas vamos lá, depois dessa “egotrip/desabafo”, o que eu quero dizer com isso e o que isso tem a ver com nosso Guarani? É bem simples… ano passado todos tínhamos um sonho grande e nesse mundo as coisas se repetem constantemente, por mais que a gente diga que vive de novidade, vivemos de um eterno “loop”, as coisas se repetem, muda o contexto, mas as coisas se repetem.

Era 05 de outubro, uma noite fria e o Bugre ia a Sorocaba jogar pra vencer o São Bento e entrar no G4 da Série B. a vitória bastava, era ganhar e entrar no tão sonhado grupo dos clubes que subiriam para a Série A. A Torcida Bugrina não mediu esforços, se juntou como pôde, em carros, vans, ônibus. Torcedores Organizados, Torcedores Comuns, enfim, todos atenderam o chamado e correram pra lá, alguns chegaram atrasados, mas todos os que acreditavam naquele sonho lá estiveram. Esse era o “pelo amor”.

O Bugre perdeu o jogo, tomou um golzinho no finalzinho da partida e não conseguiu se recuperar na classificação. Foi uma campanha até aquele jogo, outra nos jogos que restaram. Uma pena.

Lembram-se do tal do “loop”? Pois é, agora é “pela dor”. Neste sábado o Guarani volta a Sorocaba e mais uma vez tem um jogo decisivo e importante, mas não é pra subir, é pra não correr o risco de cair. Faz pouco mais de um ano que lá estivemos atrás da festa, agora precisamos voltar, desta vez atrás da permanência.

Somos uma família? Então chegou a hora de nos encontrarmos novamente. Não não será pela festa do desejo do acesso, será pela satisfação da permanência de um time que visitou a pior posição na classificação da Série B pelas longas oito rodadas em que estivemos na lanterna e pelas mais longas ainda 17 rodadas em que estivemos naquele detestado Z4.

E ao final, que o nosso “ente querido”, o Guarani, aquele por quem a família estará reunida, desta vez se recupere, vença e nos encha de esperança. Este São Bento x Guarani, acreditem, é tão ou mais importante do que foi aquele São Bento x Guarani de um ano atrás, então Família Bugrina, é hora de voltar a Sorocaba, desta vez pra lutar contra a dor da campanha ruim, mas por que não, pra sentir e fazer a festa com uma vitória Bugrina?

A gente se reúne pelo amor e pela dor, nos bons e maus momentos, nas horas boas e nas horas ruins, mas família é família.

Saudações Bugrinas

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement
Advertisement

A volta da Capa do Gigante


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima Partida – 22/11 21:30

Brasileiro - Série B

Guarani FC X América-MG

Campeonato Brasileiro - Série B

+ Recentes

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.