Siga-nos

Marcos Ortiz

Opinião: Quando a arquibancada fala é melhor escutar – Vamos recomeçar?

Publicado

em

Poucas vezes na vida temos a oportunidade de recomeçar é isso que a Torcida Bugrina estará fazendo na noite desta sexta feira quando, depois de mais de 30 dias, o Bugre voltar a campo disputando uma partida da Série B do Brasileiro.

Realmente, ser Bugrino é ser diferente de tudo e de todos! Quando tudo começou a gente estava lá preocupado com a contratação de um treinador que vinha de passagens curtas por outros clubes, poucos resultados recentes na carreira e um elenco pouco mudado em relação ao que havia encerrado o Paulistão sem avançar à segunda fase e de brinde, eliminado na primeira fase da Copa do Brasil.

O Guarani pagou pra ver, apostou nisso tudo e pagou o preço, encerrou essas primeiras oito rodadas do Brasileiro na vice lanterna, atrás apenas do time que é comandado pelo treinador que o comandava tanto no Paulistão quanto na Copa do Brasil. E ainda dizem que futebol não tem lógica.

Agora, oito jogos e três meses depois, lá vem de novo o Torcedor renovando seus sonhos, sua fé, pena que agora tendo que viver uma realidade dura de fugir do ruim antes de poder olhar pra qualquer coisa realmente boa. E não vai ser fácil sair de onde o Guarani se enfiou, o primeiro desafio é fora de casa contra uma equipe que está exatamente no meio da tabela e já abriu cinco largos pontos de diferença.

É isso, o Guarani volta à Série B com uma desvantagem de três pontos em relação ao primeiro time fora da zona do rebaixamento, cinco pontos do meio da tabela e uma quilométrica diferença de 11 pontos para o primeiro time no G4 e tudo isso faz a gente ter que olhar pra essa competição com objetivos extremamente reduzidos, ao menos por enquanto. Vai demorar bastante pra gente poder sonhar com algo mais, se é que vamos sonhar ainda nesta temporada.

Provas de que o Torcedor estava certo não faltam, o time trocou de treinador apenas oito jogos depois e o novo treinador deverá entrar em campo com ao menos quatro jogadores novos no time titular, seriam cinco se não fosse o problema surgido na contratação do zagueiro Bruno Silva que se o juízo permitir, não estará em campo nesta noite. Isso da meio time, sim, meio time e um treinador diferente,, e o que a gente dizia quando acabou o Paulistão? Tem que trocar praticamente o time inteiro e contratamos o técnico errado…

Não sabemos qual será o time que entrará em campo, temos uma bem provável escalação: Jefferson Paulino (Kléver); Lenon, Ferreira, Diego Giaretta e Armero; Ricardinho, Igor Henrique e Arthur Rezende; Diego Cardoso, Michel Douglas e Vitor Feijão (Éder Luís), mas vamos olhar mais de perto.

Jefferson Paulino, Armero, Igor Henrique e Arthur Rezende chegaram para a Série B, Michel Douglas e Vitor Feijão chegaram para a Série B durante a paralisação, se Feijão não for escalado, será substituído por Éder Luís, outro que chegou para a Série B e a gente ainda deve trocar toda a zaga que,tudo indica, será composta no futuro por Luiz Gustavo e Bruno Silva, ou seja, restarão do time do Paulistão apenas Lenon, Ricardinho e Diego Cardoso. O mesmo podemos dizer caso a escolha para o gol seja Kléver que, apesar de já estar no elenco do Paulista, Deus sabe por qual motivo, teve que amargar a reserva para o péssimo Giovanni.

Constatação: Era preciso trocar quase tudo, mas vivemos oito péssimas rodadas pra que o Guarani entendesse isso.

E ser Bugrino é tão diferente que aqui a gente tem que conhecer regulamento e torcer pra que um zagueiro que tem pendência jurídica não seja escalado e a gente venha sofrer qualquer punição por isso. Sinceramente? Nenhum torcedor de nenhuma outra equipe, seja de que série seja passa por isso, todos só querem ir pro jogo e torcer pelo seu time, a gente não, a gente tem que fazer muito mais que isso.

É, o Guarani ganhou a chance de recomeçar depois de mais de 30 dias, agora tem treinador, mudou consideravelmente seu elenco, mas mesmo com todas essas mudanças ainda pagará, por boas rodadas, o preço das escolhas que fez na montagem do elenco e comissão técnica para o início do campeonato.

A gente só quer que seja diferente, porque diferente a gente já mostrou que é. Voltamos aos jogos, voltamos a torcer, voltamos a esperar resultados, alguns virão, outros não,mas a gente não quer é continuar enxergando aquilo que quem devia enxergar não viu, a gente só quer torcer.

Não vou desejar boa sorte, vou desejar sucesso a Roberto Fonseca e a todos os jogadores que agora estarão em campo defendendo o distintivo Bugrino. Sejam quais forem, por favor, nos permitam apenas torcer e ter um time que às vezes vai ganhar, outras vai empatar e algumas vezes vai perder, mas que a gente consiga torcer, coisa que a gente não conseguiu fazer muito nesse começo de Série B.

Sorte é o resultado de trabalho, treinamento e responsabilidade, então, daqui pra frente desejo bom trabalho, bons treinamentos e muita responsabilidade a todos vocês.

A gente só quer torcer! Vamos recomeçar?

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement
Advertisement

A volta da Capa do Gigante


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima Partida – 22/11 21:30

+ Recentes

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.