Siga-nos

Marcos Ortiz

Opinião: Guarani x São Bento, ou muda, ou mudaremos nós, porque o péssimo piorou

Publicado

em

O Bugre tem um jogo decisivo nesta sexta feira, decisivo pelo lado negativo, infelizmente, mas nem por isso menos decisivo. Na lanterna da Série B o time teve 11 oportunidades de mostrar um futebol convincente e buscar pontos e não o fez, venceu apenas um jogo.

Dentro de campo o que temos visto é um time que não consegue fazer cócegas a nenhum adversário, fez apenas cinco gols em toda a competição, sento três deles marcados numa única partida, a única vitória sobre o Vitória lá na distante terceira rodada, depois disso o time marcou gol apenas nos jogos contra Brasil de Pelotas (derrota por 2×1) e CRB (derrota por 2×1), portanto, dois dos cinco gols marcados não valeram pra absolutamente nada até aqui.

Em todos os demais oito jogos o time apenas passeou, seja viajando e se hospedando em bons hotéis nos jogos fora de casa, seja passeando do Brinco de Ouro a um hotel em Campinas para se concentrar para os jogos em casa, afinal, um time que entra em campo 11 vezes e marca gols em apenas três dos 11 jogos, não jogou.

O Conselho de Administração errou sim, e errou muito. Desde a escolha de treinadores, até a contratação de jogadores. Não vou aqui citar nomes, a Torcida já o faz constantemente pelos meios que tem, mas a Torcida não tem obrigação de conhecer jogador, só que conhece. Torcedor pesquisa, conversa com torcedores de outras equipes, tem lembranças de jogos que assistiu, enfim, o Torcedor do Guarani, na maioria dos casos, acertou, o que mostra que, se tivesse feito ao menos isso, o CA também teria errado menos.

A direção do Departamento de Futebol errou sim, e também errou muito. Cabe ao comando do departamento de futebol blindar o Conselho de Administração, são os chamados funcionários técnicos, eles são contratados por capacitação, por conhecimento de causa e erraram demais nos jogadores trazidos e mais ainda ao defenderem a permanência de determinados treinadores que já nos deixaram, ou seja, a última trincheira capaz de elevar o nível do time falhou e expôs o clube ao vexame atual.

Mas por que errou tanto? Tenho minha teoria, errou porque não sabia procurar jogador, sabia receber jogador indicado por empresários e colocar no elenco, era mais cômodo, mais fácil. Ao romper o vínculo com os empresários deixaram claro que não tinham conhecimento técnico para a função que deveriam desempenhar.

Os erros seguiram, se fizermos uma simples análise nas declarações recentes do técnico Roberto Fonseca que na sua última entrevista disse com todas as letras que recorreu “às pessoas que vivem a mais tempo o futebol do Guarani” para montar seu sistema de trabalho e escolher com quais jogadores contaria na preparação do time. Essa foi a primeira declaração de Roberto Fonseca que de fato me trouxe decepção, quando ele disse durante a entrevista que se não o fizesse teria perdido 30 dias de trabalho, a decepção foi tão grande exatamente porque era isso que eu esperava de um novo treinador, que ele passasse os 30 dias que o clube teve de preparação para avaliar quem servia, quem não servia, como jogaria e quais as alternativas que teria para usar durante os jogos.

Ao não fazê-lo, infelizmente, ele apenas deu sequência ao trabalho do seu antecessor Vinícius Eutrópio usando as mesmas peças, as mesmas variações, as mesmas disposições táticas e com isso, claro, o time repetiu os mesmos erros, isso pra não dizer que piorou, pois antes da paralisação pra Copa América o Guarani estava na zona do rebaixamento, mas a distância em relação ao primeiro time fora dela era de apenas três pontos, hoje é de cinco.

E o aproveitamento de Fonseca consegue ser pior do que o de Vinícius Európio, em 09 pontos disputados ele conquistou 1, um aproveitamento de 11,11%, já Vinícius Eutrópio comandou a equipe por 8 jogos, venceu um, empatou 2 e perdeu cinco, conquistou 5 pontos, um aproveitamento de 20,83%, ou seja, o péssimo aproveitamento de Eutrópio está sendo ainda piorado agora. Isso diz que Fonseca é pior que Eutrópio? Não, isso diz que Fonseca errou ao não fazer o trabalho de “perder 30 dias” em busca de NOVAS soluções e agora terá que fazê-lo com o campeonato em andamento.

Do elenco não é preciso falar muita coisa, está ai, claro e cristalino para quem quiser ver que é fraco e está abaixo da competição, não adianta ninguém contestar essa constatação, o simples fato de o Guarani ser lanterna da Série B já prova que é o pior time do campeonato, portanto, o pior elenco.

Pode melhorar? Claro que pode… se conseguir contar finalmente com Bruno Silva e os dois novos contratados Thallyson e Marquinhos, o elenco pode dar um salto de qualidade, mas ainda faltarão posições. Se Palmeron falou em contratar 12 jogadores se for preciso, eu não consigo duvidar que ele terá que fazer isso, mas eu duvido é que, sem a ajuda de empresários, ele e seu departamento de futebol consigam melhorar o nível de acerto entre as contratações. O Guarani já trouxe 15 atletas para a Série B, acertou com quantos?

Depois desse desabafo todo eu preciso concluir e vou fazer isso. Nesta noite o time terá, ao menos comigo, sua última chance, ou muda, seja nominalmente na escalação, seja na postura dentro de campo, seja no esquema, no posicionamento, ou nós nos divorciaremos também. Esta é minha última chance e será assim jogo a jogo, se o time repetir dentro de campo em quaisquer das 27 rodadas que restam essa postura “diarreica” que mostrou até agora, o Planeta Guarani se divorciará deste time, pois nenhuma relação sobrevive unilateralmente.

Ou a gente ganha alguma coisa, e começa ganhando esse jogo de hoje contra o São Bento, ou acabou. Se o treinador não se convenceu em quase dois meses de trabalho que estes jogadores que estão entrando em campo na sua grande maioria não tem capacidade de fazer nada além do que estão fazendo, me desculpe, mas sua visão também está fechada e ele está vivendo um mundo paralelo com uma realidade toda sua, diferente de todos os outros.

Se os jogadores que entrarem em campo hoje não entenderem que estão implodindo o Guarani nesta Série B e que precisam fazer muito, mas muito mais do que aquilo que vem sendo feito, o Planeta Guarani se divorciará deles.

E será só mais um, porque pelas declarações do presidente do CA ele já se divorciou, pelo comportamento e manifestações da Torcida pelas Redes Sociais ela também já se divorciou. Portanto, a partir de hoje vocês terão a última chance comigo, ou vencem e jogam aquilo que não jogaram até hoje, ou seremos aqui ainda mais ácidos naquilo que escrevemos, mostramos e falamos sobre o Guarani neste campeonato, porque já acreditamos que o time não consegue mais escapar do rebaixamento, porém ainda acreditamos que o time consiga ao menos lutar pra evitar que isso aconteça.

Se entrar em campo “mostrando a bunda” pro São Bento e não vencer o jogo, acabou, se mostrar hoje, que mostre em todos os jogos daqui em diante, porque se “mostrar a bunda” outra vez em qualquer um desses 27 jogos que tem pela frente, acabou!

Chega de fazer papel de bobo, chega de tentar fazer algo por quem não demonstra qualquer merecimento, chega. Ou muda hoje, ou mudaremos nós.

É o que temos a dizer, agora cada um que tome suas atitudes, querem nos criticar? Critiquem, mas se não vencer este jogo e se voltar a “mostrar a bunda” em qualquer outro, chega!

Aqui é Guarani, porra!

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement
Advertisement

A volta da Capa do Gigante


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima Partida – 22/11 21:30

+ Recentes

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.