Siga-nos

Marcos Ortiz

Opinião: E se eu pudesse falar com Roberto Fonseca, o que pediria?

Publicado

em

Como vai Roberto? Me permita tratá-lo apenas assim, pelo primeiro nome, afinal, apenas quatro anos nos separam na idade, vivemos basicamente as mesmas gerações no futebol, assistimos os mesmos jogos e construímos, vendo as mesmas coisas a nossa paixão pelo futebol. No seu caso a paixão de um profissional, primeiro dentro de campo, depois no banco de reservas, no meu a paixão de Torcedor, de quem ali de fora via, se encantava e escolhia ali o time que seguiria pelo resto da vida.

Mas por que me dirijo diretamente a você num momento desses? Simples, porque nossas histórias se cruzaram num momento extremamente delicado e difícil, sim, já estivemos no mesmo campo de jogo, cada um de um lado diferente, mas agora o Guarani, ou ao menos aquilo que faz do Guarani o objeto de interesse popular, está nas suas mãos, você é o homem do boné, aquele que toma as decisões e muitas vezes tem pouco tempo pra tomá-las.

A gente já vem de um bom tempo com boa parte do time que tem jogado, a gente viu Giovanni jogar no gol e pediu mudança, na sua chegada a mudança veio, bingo! Nossos problemas foram resolvidos? Não, Não foram, mas a Torcida se viu representada com essa mudança.

A gente pediu um centroavante, ele chegou. É o melhor do mundo? Claro que não é, mas no seu primeiro jogo marcou seu primeiro gol e isso pra um time que havia marcado apenas quatro em todos os outros oito jogos já é considerável. Bingo!

É, o clima tá conturbado, o ambiente do portão pra fora não está bom e você certamente já viu isso. Não se assuste, a gente é assim mesmo, mas me permita a deselegância de te chamar pra um dedinho de prosa? Vamos lá!

Você pra gente representa o novo, a mudança, representa romper com o que vinha sendo feito até aqui e seguir num novo caminho. Não tenha medo de ser o novo, não tema mudar, não pense que não entenderemos, pelo contrário, é isso que a maioria de nós ambiciona, o novo, porque o velho nos trouxe até aqui.

Nós temos bons garotos, tínhamos mais um, mas ele nos deixou e foi pro Grêmio, sobraram nas suas mãos algumas boas pedras que precisam ser lapidadas. Você já foi “boleiro”, já sonhou em jogar no time principal um dia e esses meninos também sonham, eles são a solução, não, claro que não, mas podem ser parte dela.

Bruno Souza (lateral direito), Lucas Ferron (lateral direito), Pedro Moraes (zagueiro), Bidu (lateral esquerdo), Pedro Acorsi (volante), Felipe (volante), Davó (atacante) e Renanzinho (atacante) são pedras que precisam ser lapidadas, claro que você sabe disso e claro, você deve tomar a decisão no momento em que achar que deve tomá-la.

Além disso você tem recebido novas opções, uma hora essa situação do Bruno Silva vai se desenrolar e ele deve poder jogar, ufa, vai resolver dois dos seus problemas atuais, mas principalmente a zaga, e ele ainda joga de volante numa das tais variações de jogo durante o jogo, né?

Amigo Roberto, pense… insistir com o que vinha sendo feito pode levá-lo ao mesmo caminho dos seus antecessores, mas poxa, você tem tanto mais potencial que eles. É preciso romper com o velho pra fazer o novo e nós esperamos pelo novo, porque o velho não conseguiu fazer a gente sorrir.

Não tenha medo, aja como quiser agir, oportunize quem você acha que merece oportunidade e, caso você constate de fato que as melhores opções são essas, chame a Torcida pra conversar, explique, peça colaboração. A gente precisa de um líder, um comandante e seu nome quando anunciado foi tão bem aceito, aproveite isso, nos conduza pro novo, faça a gente lamentar o tardio da mudança daqui 29 jogos e dizer que se tivesse sido assim desde o começo estaríamos numa realidade totalmente diferente.

A sua história e a história do Guarani se cruzaram e não foi à toa, a gente se perdeu e precisa reencontrar um caminho, mostre-nos o caminho.

Por favor, seja pra nós o novo, não seja mais do mesmo. Todos nós sabíamos que não seria fácil sair de onde nos metemos, mas todos nós apostamos que com a sua chegada seria possível alcançar nosso objetivo, seja ele qual for. Se for apenas escapar do rebaixamento, ótimo, nos tire de lá, se você ainda acreditar que é possível sonhar com algo mais, explique-nos, mostre pra gente como isso pode ser feito. Do quinto ao 16º lugar todos recebem o mesmo prêmio pequeno, a permanência na Série B, mas do 17º ao 20º o castigo é gigante, claro que a gente tem medo dele.

Mas me permita, como Torcedor que cresceu e amadureceu naquelas e em tantas outras arquibancadas torcendo pelo Guarani, pedir a você que nos traga o novo, nos de ao menos dois desses meninos em campo, mescle com todos os outros que chegaram ou chegarão, não tenha medo, seja o Roberto Fonseca que conduziu o Guarani durante a Série B do Brasileiro de 2019, não se permita ser o Roberto Fonseca que não conseguiu reverter a situação do Guarani na Série B do Brasileiro de 2019.

Mostre-nos o novo, professor, é tudo o que nós precisamos.

Muito obrigado por ter lido até aqui, pense a respeito e acredite, não se faz o novo sem mudanças, ninguém colhe maças plantando limões.

O caminho é duro, sabemos, mas traga esse Torcedor pro seu lado, mostre pra ele um time comprometido, diga a ele que todos os jogadores tem vontade em campo o tempo todo e mais além, faça o que você puder com aqueles que realmente tem vontade.

A gente agradece, e torce!

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement
Advertisement

A volta da Capa do Gigante


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima Partida – 22/11 21:30

+ Recentes

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.