Siga-nos

Marcos Ortiz

Opinião: Afinal, quantos jogadores profissionais o Guarani tem? Você se surpreenderá!

Publicado

em

Time Bugrino que iniciou a partida contra o Coritiba no brinco - Foto: Marcos Ortiz - Planeta Guarani.

Enfim consegui terminar a atualização da página com o elenco do Guarani Futebol Clube que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro. Ufa, a tarefa não foi das mais simples e você pode ver o resultado com as fichas técnicas de todos os jogadores já confirmados pelo clube CLICANDO AQUI.

O resultado? Sinceramente só reforça o que tenho dito há algum tempo, planejamento zero nas contratações, na utilização de atletas das categorias de base, ainda que paulatinamente ou como opções para o decorrer das partidas e um desequilíbrio de posições impressionantes.

Vamos dar uma olhada mais de perto?

No gol o Guarani tem quatro jogadores, surgiu nesta terça feira a notícia da possível saída de Giovanni, oque trará equilíbrio à posição se confirmado. Sem ele que só não esteve em campo em uma das 23 partidas disputadas até agora na temporada, o Guarani ficaria com Jefferson Paulino, Kléver e Carlos. Um problema contornado depois de um planejamento mal iniciado.

A lateral direita é surpreendente. A gente acaba se esquecendo das opções, mas vamos ver: Além do titular Lenon e do reserva imediato Léo Príncipe, o Guarani tem outras duas opções, ambas oriundas das categorias de base, Bruno Souza e Lucas Ferron. Se Bruno Souza já não é Sub-20 há duas temporadas, Lucas Ferron é e fez uma sólida Copa São Paulo, qualquer dois dois poderia ser opção melhor do que foi Léo Príncipe nas vezes em que foi utilizado.

Na lateral esquerda são três opções, o Guarani começou a Série B com Inácio e Bidu, a Torcida tinha muita ansiedade pelo aproveitamento do segundo que é prata da casa e foi um dos destaques da Copinha, mas a decisão do clube foi a contratação de um nome de peso. Chegou Pablo Armero, resolveu o problema, mas isso custou praticamente o fim das oportunidades para o jovem Bidu. Ainda vivemos a expectativa se que Inácio seja negociado nesta “janela” para a disputa da Copa América, mas nada de oficial foi anunciado e Bidu segue no Sub-20, agora jogando como meia.

E a zaga? Aqui reside um dos maiores problemas e erros de planejamento, a quantidade de jogadores surpreende e tem até contratado que sequer chegou a jogar, mas já pode estar de saída, mas tem também prata da casa sem nenhuma oportunidade: Ferreira, Diego Giaretta, Xandão, Bruno Lima, Pedro Moraes (prata da casa) e agora chegou Bruno Silva como esperança de novos ares, isso mesmo, o Guarani tem hoje sete jogadores disponíveis na zaga, o sétimo nome é Thalysson Kélven que desde quando chegou nunca sequer entrou em campo, foi apenas relacionado uma vez entre os reservas e especula-se esteja de saída.

Carência, seu nome é volante. Já com a competição em andamento o Guarani trouxe Igor Henrique, mas não conseguiu suprir a carência de um primeiro volante, pois suas características são muito próximas às de Ricardinho. O clube tinha até ontem à disposição Fabrício Costa que rescindiu contrato e hoje tem apenas cinco atletas, dois deles pratas da casa que já mereceram oportunidades e nunca foram aproveitados, casos de Pedro Acorsi e Felipe. Restou, além de Ricardinho e Igor, apenas Deivid, que poucas vezes agradou com suas atuações na cabeça de área.

Tem meia, mas meia, meia mesmo? Não! Rindinelly, Felipe Amorim e Arthur Rezende são as únicas opções da posição que ganhará dois novos atletas quando forem confirmadas as contratações de Bady e Filipe Cerni, ambos já treinam com o elenco. Lucas Crispim está entre os jogadores, mas se recupera de uma ruptura nos ligamentos do joelho e ainda demorará algum tempo para voltar a ser utilizado, e quando foi, não agradou, isso sem contar com o eterno e sonolento reserva Rondinelly que se quiser jogar tem muita bola, mas dificilmente quer.

E no ataque, você sabia que o Guarani tem 9 jogadores inscritos? Sim, quatro são pratas da casa, casos de Mateusinho, Davó, Lucas Prado e Renanzinho e outros quatro estão à disposição do treinador que ainda receberá mais um quando Michel Douglas for confirmado e estiver inscrito, são eles: Diego Cardoso, Éder Luís e Deivid Souza que já estavam à disposição e se juntaram a Vitor Feijão, recém contratado. Fernando Viana é outro nome que aparece no elenco, mas se recupera de uma ruptura no tendão do tornozelo e não volta a campo tão cedo.

É, ao todo são 36 jogadores, oque mostra que uma limpa ainda deve ocorrer pra que o técnico Roberto Fonseca possa trabalhar com aquilo que considerar ideal, mas 36 são os já inscritos, 34 à disposição graças a duas lesões graves e três jogadores que já estão à disposição e serão inscritos nos próximos dias, casos de Bady, Filipe Cerni e Michel Douglas.

Claro, ainda restam outros casos como Jefferson Nem e Álvaro que ainda não tiveram suas situações definidas e seguem onerando ainda mais a folha salarial do Guarani Futebol Clube…

Vale lembrar que o limite de inscrições por clube nesta Série B é de 40 atletas, mas também vale lembrar que é comum treinadores optarem por trabalhar com elencos de 28 atletas para que todos possam receber a atenção e movimentação merecidas e estarem aptos a entrarem em qualquer momento, com 34 atualmente, mais três novos contratados já são 37, além de dois renegados que completam 39.

Sinceramente? É muita tentativa e erro, isso está muito longe de ser planejamento. E a gente ainda sonhava com revelações de pratas da casa… olha, é muito difícil!

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement

Guarani 0x2 Vila Nova


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima Partida – 25/08 11:00

Brasileiro - Série B

América-MG X Guarani FC

Campeonato Brasileiro - Série B

+ Recentes

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.