Siga-nos

Entrevistas

Na saída do gramado “Tomamos vergonha na cara” – Loss cobra atuação melhor e pede paciência: “Eu entendo eles”

Publicado

em

Foto: Marcos Ortiz - Planeta Guarani.

Na saída do gramado, após a vitória sofrida de virada do Bugre sobre o São Caetano por 2×1 ouvimos alguns jogadores Bugrinos no trabalho do repórter Marcos Luiz da Radio Bandeirantes Campinas.

“A gente começou o jogo e não era pra ser daquele jeito, depois conversamos no vestiário e falamos que não era pra ser daquele jeito, estamos brigando pra ser segundo nossa classificação e desse jeito em casa era vergonhoso. Mas tomamos vergonha na cara, nosso grupo sabe o que quer, a gente chegou e conseguiu dar a volta” disse o zagueiro Diego Giaretta que jogou improvisado na lateral esquerda e em seguida ele comentou o lançamento que deu para Thiago Ribeiro no lance do segundo gol: “Esse é um movimento do treino mesmo que eu faço com o Thiago, ele faz a finta, eu espero o movimento dele e graças a Deus consegui dar um passe, saiu o gol e eu estou feliz”, finalizou Giaretta que está suspenso na próxima partida.

No player você ouve também as entrevistas de Ricardinho e de Diego Cardoso, autor do primeiro gol, seu quarto pelo Guarani no Paulistão.

 

Em seguida foi a vez do técnico Osmar Loss analisar o resultado e ele deixou claro que o futebol foi muito abaixo do esperado, em sua entrevista coletiva:

“Acho que a gente ficou abaixo do que poderia render, sobrou transpiração, sobrou vontade e energia, mas faltou um pouco e leitura de jogo. São coisas que precisamos melhorar,mas acho que hoje o que temos que valorizar é essa postura que foi similar a do jogo contra o Santos e buscar melhorar nosso rendimento no próximo jogo pra continuarmos buscando as vitórias”, analisou o treinador, que também falou das dificuldades impostas pelo sistema de marcação do São Caetano que obrigaram o Bugre a sair no lançamento direto da defesa pro ataque: “Isso se deve à postura do São Caetano que se fechou muito bem dentro do seu campo defensivo”.

Ao final da entrevista coletiva Loss foi questionado sobre as vaias que recebeu da Torcida durante a partida enquanto o Bugre perdia por 1×0 e respondeu:

“Em relação á reação da Torcida é óbvio que chateia, mas eu entendo eles, o time estava perdendo e todo mundo veio aqui na expectativa de ver uma vitória. A gente só espera que que essa reação seja no final da partida, porque no meio do jogo não atrapalha a mim, ela atrapalha os jogadores que estão dentro do campo, que recebem a energia positiva que ela transmite e eu acho importante que a Torcida do Guarani tenha essa consciência de que vamos lutar o tempo inteiro. De vez em quando não vamos jogar o melhor jogo, mas eles precisam estar com a gente até o final, senão as coisas se tornam mais difíceis”, respondeu Osmar Loss que complementou:

“Eu disse desde o primeiro dia que com eles as coisas são menos difíceis, difíceis sempre vão ser porque estamos remodelando, reconstruindo e hoje era um jogo em que estávamos totalmente desfalcados, tivemos o Giaretta na esquerda, sem os dois laterais de função. Eu não quero que eles entendam ou compreendam, eu só quero que eles tenham paciência pra só fazer as cobranças ao final das partidas”, completou.

A entrevista completa com a análise das substituições e a importância da pontuação atingida junto com a chegada ao G2 do Grupo B você ouve no player abaixo:

 

 

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement

Guarani 0x2 Vila Nova


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima Partida – 20/08 19:15

Brasileiro - Série B

Operário-PR X Guarani FC

Campeonato Brasileiro - Série B

+ Recentes

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.