Siga-nos

Entrevistas

Na apresentação Romário fala em acesso e buscar espaço no time

Publicado

em

Foto: Guarani Press.

Regularizado no BID e uma das esperanças de melhora na equipe corrigindo o problema crônico do Bugre pela lateral esquerda, o lateral esquerdo Romário foi apresentado na tarde desta terça feira e falou em entrevista coletiva.

Minha expectativa é a melhor possível, sou um jogador que gosta muito de desafios, então quando a diretoria do Guarani entrou em contato me passando o projeto e os objetivos do clube pro restante da temporada não pensei duas vezes em aceitar o desafio e vim. Até pela grandeza do clube creio que ele não está no lugar onde deve, vim com o objetivo de poder ajudar o Guarani a chegar na Série A”, disse Romário Guilherme.

Ao ser questionado sobre os problemas do Bugre na sua posição ele respondeu: “Não posso falar sobre essa questão até porque não vinha acompanhando, sei que o Pará é um grande profissional, o conheço jogando contra por muitos anos e o Marcílio tem história, ele é um vencedor dentro do clube. Acho que todo mundo passa por uma fase difícil nos clubes, não é só no Guarani que tanto os laterais direitos quanto os esquerdos são questionados, é na maioria dos clubes. Acho que a única foram de isso passar é trabalhando, trazendo vitórias, tudo no futebol hoje é movido a vitórias e resultados, a partir do momento que o clube voltar a ter os resultados ninguém vai questionar nenhum tipo de posição”.

Vim pra ajudar,pra somar e trazer um pouco da experiência que tenho na divisão. Tivemos uma conversa muito rápida e objetiva, o clube tem dois objetivos traçados no campeonato, primeiro atingir os pontos para se livrar matematicamente do rebaixamento e depois disso focar no acesso, foi simples e objetivo o que a diretoria tinha pra me passar, eu entendi muito bem e acredito que posso ajudar muito nesse desafio”.

Romário também falou da disputa por posição com Pará: “Eu não vim com o intuito de jogar, vim com o intuito de ajudar, acho que independente de quem jogar vai fazer o melhor para o Guarani. Um dos motivos que me fez aceitar o convite do Guarani foi que eu conheço muitos jogadores aqui, conheço de cinco a sete jogadores do atual elenco e acho que minha adaptação por isso foi muito tranquila. Quando entrei aqui já senti essa energia positiva, acho importante chegar num lugar e sentir essa energia, o Guarani tem um grupo muito bom, muito unido e que sabe o que quer, é um grupo que almeja o acesso e seus objetivos no campeonato, isso é importante e creio que isso ajudará o Guarani a conseguir seus objetivos”.

Ele lembrou dos companheiros com os quais já trabalhou: “Conheço o Denner, o Kevin, o Philipe maia, o Rafael Longuine, o Matheus Oliveira, o Willian Oliveira e se esqueci de algum ele que me perdoe depois”, disse o lateral que em seguida falou da sua experiência na Série B depois de conquistar o acesso com o Ceará no ano passado:

Acho que a Série B é um dos campeonatos mais equilibrados do Brasil e de todos os anos que acompanhei e pude jogar a Série B só em 2016 quando fui campeão pelo Atlético-GO que o time começou e terminou no G4. É um campeonato muito equilibrado, nos outros anos todos foi equilibrado, acho que na Série B não importa como você começa, importa como você termina, por isso o Guarani está no caminho certo, não deixou o pelotão de cima distanciar muito e tem o essencial pra dar um sprint final que é um grupo unido, pelo pouco que vi aqui não tem trairagem, todos correm e pensam no mesmo objetivo, quando um grupo tem jogadores que pensam no mesmo objetivo a tendência de sair vencedor é muito maior”.

Em 2018 ele não teve muitas oportunidades nas duas equipes em que atuou, primeiro o Santos, depois o Ceará, ambos jogando a Série A do Brasileiro e Romário falou sobre quais os motivos para esta situação: “No futebol tudo é momento, cheguei em janeiro no Santos com o clube não muito bem em todos os aspectos e quando um clube não está bem acaba tendo trocas, isso é normal no futebol e no Ceará não foi diferente. Voltei pela história que tinha lá e as coisas não estavam acontecendo da forma que todos planejavam, assim a tendência por mudanças é muito grande. Não sou um jogador acomodado e acabo sempre tentando buscar meu espaço em outros lugares, se fosse poderia estar até hoje no Santos apenas por estar no elenco sem ter oportunidades, se estou rodando esse ano é porque sou um jogador que procura desafios, gosto sempre de estar procurando meu espaço, quando vejo que não tenho espaço e oportunidades prefiro sair e procurar em outro lugar”, concluiu.

Mesmo aparentemente tendo sido contratado pra assumir a camisa titular, o jogador, muito provavelmente, será uma das opções no banco de reservas na partida desta quinta feira contra o Juventude no Brinco de Ouro da Princesa.

Marcos Ortiz

Advertisement

Entrevistas

Loss nega convite da CBF, analisa importância da partida e pede apoio do Torcedor no Brinco

Publicado

em

Por

Foto: Letícia Martins - Guarani FC.

Logo após o treinamento desta manhã que encerrou a preparação do Bugre para enfrentar o São Caetano, o técnico Osmar Loss concedeu a tradicional entrevista coletiva onde falou de vários assuntos, o possível desfalque de Inácio, o telefonema que teria recebido da CBF sondando-o para assumir a Seleção Sub-20 e aproveitou pra pedir apoio do Torcedor Bugrino para a partida de amanhã que é importantíssima para a equipe seguir brigando por uma das duas vagas do Grupo B nas quartas de final do Paulistão.

Você pode ouvir essa entrevista no player abaixo.

Osmar Loss iniciou a entrevista negando qualquer convite da CBF feito a ele (a informação surgiu na madrugada de ontem no portal UOL Esportes): “Não houve contato nenhum de fato, isso já foi questionado, meu celular tem milhões de mensagens sobre isso e eu fico feliz por ser lembrado pelo trabalho de base no futebol brasileiro. Fico lisonjeado, isso tem que ser avaliado, é uma seleção, mas estou muito feliz no Guarani. São coisas pra avaliar, quando for concreto vamos pensar de fato, não perdi meu tempo pensado nisso, meu foco tá no jogo”, disse o treinador.

Em seguida ele falou sobre a situação do lateral Inácio: “Se o Inácio estiver sem condições é o Giaretta que a gente tem ali, já perdemos o William no jogo de segunda feira e não adianta ficar inventando muito, ele já jogou na posição, já fez isso em outros momentos, no Vila e no Criciúma também”.

E ele revelou que chegou a conversar sobre a promoção do lateral Bidu diante da lesão de William Matheus: “Quando da inscrição do Mateusinho a gente já sabia da lesão do William, mas ainda não sabia o nível dela, falamos que poderia ser o Bidu por ser da posição, mas conversando com o Giaretta ele já se colocou à disposição. É gratificante ter no elenco um jogador com a experiência dele que se prontifique a fazer mais de uma função”.

E ele explicou por que da opção por Mateusinho e não por Davó na última inscrição do Guarani no Paulistão: “A gente perdeu um atacante, mas de lado de campo que era o que fazia o Crispim, tínhamos os meninos da base ou o Douglas pra escolher, mas percebemos que o Mateusinho tem uma característica que nosso elenco não tinha ou não conseguia executar que é essa questão do “um pra um”, ele é elétrico, mais serelepe, como a gente diz. Também foi pra ter essa característica (no elenco)”.

Serão dois jogos seguidos em casa, chance pro time definitivamente conquistar vitórias e entrar ao menos na segunda colocação do seu grupo, Loss concorda com isso, mas prefere trabalhar jogo a jogo: “Tratamos com muita importância, mas um jogo de cada vez e primeiro é o São Caetano. Sabemos que eles vem com a confiança elevada depois da recuperação do resultado em um jogo que estavam perdendo por três gols e com um jogador a menos. É um jogo decisivo pra eles também, mas é muito decisivo pra nós, primeiro precisamos fazer nosso papel, não adianta pensar na sexta feira que vem, temos que fazer bem feito e sabemos que se conseguirmos os seis pontos vamos estar brigando por classificação nas últimas rodadas”.

Quase no final da entrevista Osmar Loss aproveitou para pedir apoio ao Torcedor Bugrino: “A gente precisa contar com o nosso Torcedor aqui no Brinco, são dois jogos em casa em que o papel do nosso Torcedor é fundamental nesse momento. Nossa equipe precisa do apoio deles pra recuperar o que vemos fazendo no campeonato e continuar lutando na parte de cima da tabela”.

No player você ouve outros assuntos, entre eles a montagem do elenco e a questão das constantes mudanças na escalação, clique e ouça a entrevista completa.

 

Marcos Ortiz

Continue Lendo

Entrevistas

Ouça as entrevistas na saída do gramado e a coletiva de Osmar Loss

Publicado

em

Por

Na saída do gramado acompanhamos, pela Radio Bandeirantes Campinas algumas entrevistas com jogadores Bugrinos ainda no gramado do Pacaembu, logo após a derrota por 3×0 para o Santos.

Acho que faltou um pouco de concentração da gente, o jogo em si não foi mal, tivemos algumas oportunidades, tivemos chance, mas infelizmente a bola não entrou e o Santos foi feliz no ataque, foram eficazes e saíram com a vitória”, foi assim que o lateral Inácio analisou a derrota por 3×0 no Pacaembu.

Confira no player, além dessa, as entrevistas de Victor Ramos, Léo Príncipe e Thiago Ribeiro que lamentou a chance perdida por Fernando Viana e lembrou que o Guarani chegou a criar oportunidades para ao menos empatar a partida.

E o técnico Osmar Loss também analisou a derrota e a atuação da equipe, sem usar as mudanças como motivo pra derrota ele reconheceu porem que isso atrapalhou o planejamento nas alterações: “Atenua, mas precisamos ter consciência dos erros e acertos que a gente teve. De positivo tivemos uma grande atitude e coragem, em nenhum momento ficamos encolhidos, quando o Santos chegou foi porque saiu da nossa marcação mais alta. Temos que trabalhar em ciam dessa atitude pros próximos jogos”, disse o treinador.

A integra da entrevista coletiva pode ser conferida no player abaixo.

 

Marcos Ortiz

Continue Lendo

Entrevistas

Palavras tentam, mas não explicam a lambança em Santa Cruz do Sul – Ouça as entrevistas

Publicado

em

Por

Depois de mais um capítulo mal escrito de sua história, voltando a jogar uma Copa do Brasil depois de quatro temporadas e sendo eliminado por mais um time inexpressivo na história do futebol, ouvimos algumas entrevistas do repórter Marcos Luiz da Radio Bandeirantes Campinas na saída do gramado do estádio dos Eucaliptos.

Primeiro jogador a falar foi o volante Ricardinho que mais uma vez teve que falar sobre uma derrota dolorida: “Fomos castigados no final, tivemos chance de fazer gol, acertamos bola na trave, depois recuamos muito, pressão de bola parada e o gol que a gente leva é lamentável”, disse o volante, que pela transmissão por radio da partida, analisou bem o que foi o jogo, o Guarani perdeu porque não teve atitude para tentar definir a partida e preferiu recuar segurando um empate.

Ouça as demais entrevistas no player abaixo.

 

Já o técnico Osmar Loss, falando manso, como sempre, sem mudar o tom, sem vibrar, disse que sente muito a derrota e que o prejuízo do clube com a eliminação é grande:

A gente tem que sentir, tem que sofrer com esse resultado que não era o que estava planejado, vínhamos de três jogos com três ótimos resultados, mas temos que saber que temos uma forma de jogar, conseguimos impor ela no primeiro tempo e temos que ter isso como vértice pro nosso trabalho. Vamos pra uma outra batalha contra a equipe que está sendo a sensação do campeonato Paulista e temos que estar fortalecidos, com a confiança elevada, sabendo que temos hoje e amanhã pra “lamber” as nossas feridas, mas sexta feira o foco tem que ser outro, a confiança tem que voltar, temos que manter a nossa busca pela classificação no Paulistão”, disse o treinador em um trecho da sua entrevista. A íntegra pode ser ouvida abaixo:

 

Marcos Ortiz

Continue Lendo
Advertisement

Guarani 2×0 Botafogo – Imagens do PG


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima Partida – 23/02 – 16:30

Campeonato Paulista

Guarani X São Caetano

Estádio Brinco de Ouro da Princesa

+ Recentes

Classificação – Grupo B

PosTimeJVSGPG
174514
273012
373-110
470-83

Classificação – Geral

PosTimeJVSGPG
1761018
274514
374514
473312
573012
673510
773-110
873-110
97329
107229
117209
1272-39
1371-85
1471-44
1570-74
1670-83

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.