Siga-nos

Entrevistas

Fonseca nega influência de críticas ao elenco e atribui vitória à entrega da equipe

Publicado

em

Foto: Letícia Martins - Guarani FC.

Depois a partida, já na sala de imprensa foi a vez da entrevista coletiva do técnico Roberto Fonseca que desta vez promoveu mudanças na equipe titular, conseguiu em campo um time que ao menos brigasse durante toda a partida e, mesmo sem uma grande atuação venceu. Acredite, perto do que estávamos vendo, isso já é muito.

Você pode conferir a íntegra da entrevista do treinador no player abaixo, em texto teremos alguns tópicos.

Ao analisar os fatores que determinaram a vitória, ele reconheceu: “A entrega! A quilometragem que o pessoal correu não foi brincadeira, procuramos e mesmo tendo feito o gol muito cedo numa jogada que trabalhamos, tem esse detalhe também, o Igor chegou muito bem, fez um gol bonito, um gol muito bem trabalhado. Eu acredito que foi a entrega, até na hora do pênalti, se ele desistisse do lance a gente acabaria não fazendo o gol , mas ele persistiu, estava ali bem colocado e fez um gol importantíssimo na vida do Guarani”, assim o treinador inciou sua análise.

Fonseca foi questionado sobre a declaração do zagueiro Luiz Gustavo de que o time não pode achar que está bom e que, se continuar com esse tipo de comportamento dificilmente conseguirá vitórias, e respondeu: “Nós vamos ter erros e dificuldades em alguns momentos como tivemos hoje também, no futebol as equipes estão muito próximas e de repente uma oscila mais. Concordo com ele, em alguns momentos podemos estar mais concentrados, mesmo no gol que tomamos, apesar de estar impedido quando recebeu e ter sido ilegal, mas nós falamos muito desse chute de média e longa distância deles e acabamos tomando gol dessa maneira. Temos que corrigir, serve de alento, é muito mais fácil corrigir na vitória como tivemos hoje”.

“A auto estima é fundamental, nós precisamos dela, tiramos um peso, o próprio jogador quando tem a obrigação de fazer gol e não faz começa a ter um peso. Nós passamos por esse momento, mas acima de tudo tínhamos que fazer um jogo vencedor hoje, tanto é que tivemos entrega. Nessa parte não posso falar dos meus jogadores, inclusive contra o Cuiabá, porque é como dizem, quando ganha encobre muitos erros e quando perde não v~e nada de bom. Eu como treinador tenho que estar atento a isso, às necessidades e até as trocas, porque eu sabia que hoje seria um jogo muito pegado, como realmente foi”, disse o treinador, talvez num dos pontos nos quais eu discorde dele, se o time tivesse ao menos demonstrado a vontade que demonstrou em campo nesta partida, dificilmente teria perdido para o Cuiabá na rodada anterior.

Ao ser peguntado sobre se as cobranças feitas durante a semana influenciaram na vitória, Fonseca se esquivou da resposta: “Vou ser sincero, jogador que está maduro, que trabalha e tem vergonha na cara sabendo que está trabalhando não atinge. O mandatário tem toda a autonomia e tem realmente que cobrar porque ele é cobrado, nós temos que saber aceitar a cobrança porque praticamos futebol, quando você ganha é fácil aceitar críticas, quando você perde também vai passar por isso, eu acredito que são coisas que fazem parte, nós temos que saber assimilar, levar pra dentro de campo independente de cobrança ou não, isso é uma coisa natural dentro do futebol”.

Pra mim não (repercutiram) porque eu não ouvi, não acompanhei, eu seio que o presidente falou dentro do vestiário porque foi com a gente, conversamos, mas fora disso não, eu não acompanhei porque minha função é trabalhar a cabeça dos jogadores, eu falo isso pra eles também, quando você ganha vai ter palmas, loros e parabéns, quando perde não. Tem que isentar e aprender a lidar com situações principalmente quando a coisa é ruim, tem que absorver o que está fazendo mal pra poder melhorar, pra mim e pra maioria dos jogadores a gente tem procurado, tanto é que nos concentramos pra poder monitorar e cuidar da recuperação, da alimentação”.

E sem nenhum tempo e trabalho, ele falou sobre o que pode fazer na partida da próxima segunda feira: “Temos viagem, uma partida importantíssima e temos que pontuar, estamos vendo os times também buscando pontos fora e também precisamos. amos analisar principalmente o lado físico, hoje mexemos um pouco pelo lado físico, por juventude e velocidade e lá também vamos trabalhar muito em cima disso, pode ser que faça alguma coisa, mas aos poucos vamos moldando em cima do que gostaria que acontecesse com a equipe”.

Marcos Ortiz

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.