Siga-nos

Entrevistas

Entrevistas? Até ouça, mas hoje elas vão seguidas de críticas… leia

Publicado

em

Em respeito aos nossos internautas não apresentaremos novamente em texto as entrevistas após a partida entre Paysandu x Guarani. Você poderá conferir em áudio, se tiver vontade, tudo o que disseram os jogadores e o técnico Umberto Louzer em sua entrevista coletiva, no trabalho do repórter Marcos Luiz da Radio Bandeirantes Campinas, clique abaixo e ouça.

 

É impossível ouvir sempre as mesmas respostas para justificar erros de profissionais que são pagos, treinam, só fazem isso na vida e insistem em fazer no campo aquilo que fazem no banheiro, com a porta fechada.

O sistema defensivo do Guarani é uma piada, não conseguiu fazer até este momento, 17 jogos passados, uma partida sequer capaz de dar tranquilidade ao Torcedor Bugrino. Foram erros e mais erros, jogadores entraram e saíram, o sistema foi todo redesenhado, todos foram trocados e até agora nada positivo aconteceu. Não ganhamos um jogo sequer graças a nossa defesa, ou melhor, ganhamos um, do Oeste em Barueri, mas já perdemos ao menos quatro jogos com erros repetidos e deixamos de ganhar outros três, sempre com o mesmo tipo de erro.

Quer ganhar do Guarani? Cruze uma bola na grande área no ponto infinito, geralmente visando ali a marca do pênalti. O zagueiro não vai subir, o goleiro vai sair mal do gol e seu time fará ao menos um gol, ai terá que não errar pra tomar o empate.

Nós tínhamos uma zaga ajustada, dispensamos o melhor zagueiro, Fernando Lombardi, que havia arrumado a zaga na Série A2, e não podemos nos esquecer que até sua entrada no time na partida contra o Sertãozinho, o time era instável, errava, havia perdido todos os jogos fora de casa, e a partir dali passou a vencer. Dispensamos porque era velho demais (36 anos) e hoje jogamos com um zagueiro de 32 anos (Edson Silva), um goleiro de 36 anos e nossa principal esperança é Ferreira que tem 33… realmente quem dispensou Lombardi entendia bem do que estava fazendo…

Tínhamos um bom goleiro (Brígido), hoje temos dois duvidosos (Oliveira e Georgemy) e dois pratas da casa que não jogarão, porque no Guarani prata da casa não serve pra nada mesmo (Carlão e Passarelli), ou melhor, serve pra ser negociado em algum momento, mas os valores e a divisão deles jamais serão divulgados.

Precisamos de atacantes que façam gols, de zagueiros que evitem gols e de goleiros que passem confiança. Precisamos urgentemente repensar esse sistema de jogo com cinco homens de meio de campo e apenas um atacante que vive uma fase horrorosa da carreira e até aqui só conseguiu fazer um gol no campeonato, precisamos de uma jogada de velocidade pelas laterais do campo, as poucas que temos são feitas pelos laterais ou, vez ou outra, um dos meias.

Reclamávamos que não conseguíamos repetir a escalação e justamente quando conseguimos repetir, vivemos o pior momento na competição? Ah, francamente… será que não estamos repetindo o time errado?

Precisamos de um time estável e isso é papel do treinador, ou não é ele quem escala? Se for, pelo amor de Deus, comece a escalar direito, se não for, com todo o respeito que tenho por ti Umberto (e acredite, é muito), peça pra sair, porque se permanecer vai pagar o preço. Agora se for você quem escala sem interferências externas, não deveria pedir pra sair, deveria ser retirado, porque até aqui na Série B foram mais equívocos do que acertos.

Precisamos de um time, talvez até tivéssemos, mas ele foi desmontado antes de poder mostrar se era o time ideal, agora temos que torcer pra dar certo, porque se não der o prejuízo será enorme no segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro, e aqui a responsabilidade é do Superintendente de Futebol Luciano Dias, outro que conta com meu respeito, mas que tem que dizer a que veio nessa Série B, porque tá difícil, Luciano..

Vamos reagir e fazer algo que preste, ou vamos ouvir as mesmas explicações pro fracasso no sábado, jogando em casa, contra o Brasil de Pelotas? Com a palavra, ou melhor, com a atitude, porque de palavras estamos fartos, os jogadores, comissão técnica, o Superintendente de Futebol Luciano Dias, o Gerente de Futebol, o Conselho de Administração ou os empresários que estão abastecendo o time… alguém terá que agir e resolver isso ai e não é o roupeiro, o massagista, ou qualquer outra pessoa senão esses ai citados.

O discurso venceu e a paciência está curta.

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement

Guarani 0x2 Vila Nova


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima Partida – 20/08 19:15

Brasileiro - Série B

Operário-PR X Guarani FC

Campeonato Brasileiro - Série B

+ Recentes

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.