Siga-nos

Jogos e Resultados

Com atuação segura, Guarani vence o Botafogo no Brinco – Gols de Tiago Ribeiro e Diego Cardoso

Publicado

em

Thiago Ribeiro comemora o primeiro do Bugre, seu segundo pelo Guarani. Foto: Marcos Ortiz - Planeta Guarani.

Foi o melhor jogo do Guarani até aqui no Paulistão. O Bugre recebeu o Botafogo pela sexta rodada, no Brinco de Ouro da Princesa, fez a lição de casa, venceu por 2×0 depois de um primeiro tempo apertado, com o goleiro Giovanni defendendo uma penalidade e o gramado seco. Depois, na segunda etapa, debaixo de muita chuva, o Bugre conseguiu se manter bem posicionado, teve muitas chances de ampliar o placar e conseguiu chegar aos 2×0.

Minuto de silêncio pelas vítimas do incêndio no CT do Flamengo-RJ. Foto: Marcos Ortiz – Planeta Guarani.

O técnico Osmar Loss foi além das mudanças esperadas, sacou também o meia/atacante Lucas Crispim para a entrada de Álvaro, atracante recém contratado entre os titulares. O time iniciou a partida com Giovanni; Léo Príncipe, Ferreira, Victor Ramos e William Matheus; Deivid, Ricardinho, Thiago Ribeiro e Álvaro; Fernando Vieira.

Dentro de campo

Logo aos 03 minutos o Bugre poderia ter aberto o placar, Léo Príncipe recebeu lançamento na direita, dominou e fez boa inversão de bola pra Thiago Ribeiro, o meia Bugrino ajeitou o corpo e bateu cruzado, buscando o canto esquerdo do goleiro, mas pegou mal na bola e ela saiu pela linha de fundo.

O Bugre tinha mais domínio, mas o Botafogo era perigoso, aos 11 minutos Victor Ramos evitou o gol do adversário depois de uma troca de passes entre Pará e Felipe Saraiva que chegou batendo pro gol, mas o zagueiro Bugrino apareceu bem pra afastar o perigo. Na sequência do lance a bola foi levantada pra grande área, a defesa Bugrina afastou e Pará pegou o rebote, levando perigo, mas jogando pra fora.

Torcida presente ao Tobogã na primeira etapa. Foto: Marcos Ortiz – Planeta Guarani.

O troco do Bugre veio aos 20 minutos, boa troca de passes e William Matheus tocou boa bola pra Thiago Ribeiro, o meia Bugrino outra vez como elemento surpresa e bateu forte, mas a bola saiu por cima do gol, com perigo. Com o Bugre melhor postado em campo e o Botafogo jogando com velocidade nos contra ataques, aos 30 minutos a história do jogo poderia ser diferente quando Pimentinha entrou na grande área depois de uma troca de passes pela direita e foi derrubado por Deivid, o árbitro marcou pênalti.

Aos 31 minutos o atacante Bruno Moraes partiu pra cobrança e Givanni caiu bem no seu canto direito fazendo a defesa e espalmando a bola que a defesa afastou em seguida.

O lance acendeu a Torcida Bugrina e o time dentro de campo chegou muito perto de abrir o placar aos 33 minutos com Fernando Viana que ficou com a bola dentro da grande área depois de um bate rebate e bateu bem, cruzado e rasteiro, mas o goleiro Rodrigo Viana caiu bem e defendeu, dando rebote que a defesa afastou.

Depois de tanto tentar o Bugre finalmente abriu o placar. Aos 40 minutos a jogada começou numa bola recuperada no meio de campo que chegou até Ricardinho na meia, o volante Bugrino deu um lindo passe para Fernando Vieira que passou pela direita na grande área, ele viu a passagem de Thiago Ribeiro no segundo pau e bateu cruzado, o meia Bugrino chegou bem, livre de marcação e tocou pro fundo do gol. Gol do Bugre, gol de Thiago Ribeiro, seu segundo gol no Paulistão, e o Bugre sai na frente pra festa no Brinco, Guarani 1×0 Botafogo.

Thiago Ribeiro comemora o primeiro do Bugre, seu segundo pelo Guarani. Foto: Marcos Ortiz – Planeta Guarani.

Ganhando o jogo o segundo gol poderia ter saído ainda no primeiro tempo, aos 43 minutos quando Diego Cardoso recebeu passe dentro da grande área pela direita, e mesmo marcado conseguiu bater forte tentando o canto esquerdo do goleiro, a bola saiu pela linha de fundo e apesar da reclamação do atacante Bugrino o árbitro deu tiro de meta.

Depois de um bom primeiro tempo, o técnico Osmar Loss voltou pra segunda etapa sem nenhuma alteração, o que mudou foi o estado do gramado que já estava pesado depois de todo o intervalo sob chuva e o Bugre levou um susto logo no comecinho.

Na segunda etapa Torcida pôde se deslocar á parte coberta devido à chuva. Foto: Marcos Ortiz – Planeta Guarani.

Ainda no primeiro minuto a bola foi cruzada da direita e atravessou toda a grande área do Guarani, Bruno Moraes chegou cabeceando no segundo pau e, numa falha geral do sistema defensivo a bola atravessou toda a pequena área e Diones chegou cabeceando quase dentro do gol, mas pra sorte do Guarani a bola acertou a trave. Ufa.

Depois do susto o Guarani conseguiu se reorganizar em campo e passou a buscar novamente o ataque, quase sempre com Thiago Ribeiro que teve sua melhor atuação com a camisa Bugrina levando perigo à defesa adversária, mas o Botafogo não estava morto em campo e aos 10 minutos Felipe saraiva recebeu a bola no bico direito da grande área e, de pé direito bateu pro gol, o goleiro Giovanni, bem posicionado, fez a defesa em dois tempos.

O troco do Guarani poderia ter sido fatal, na saída de bola Thiago Ribeiro recebeu passe longo dentro da grande área, ganhou na velocidade da marcação pelo lado esquerdo e bateu forte, cara a cara com o goleiro, mas a bola subiu e saiu por cima do travessão,. Quase o segundo do Bugre.

Apesar do gramado pesado o jogo era bom, aos 15 minutos Bruno Morares ganhou da marcação do Guarani e bateu forte, outra vez Giovanni bem posicionado fez boa defesa e evitou o gol de empate.

Aos 17 minutos Álvaro foi substituído por Lucas Crispim. O Bugre até então jogava com muita velocidade, se expunha, mas buscava o segundo gol.

O Botafogo levou perigo outra vez aos 20 minutos, depois de cobrança de escanteio pela direita Ednei subiu mais alto que toda a defesa Bugrina e cabeceou livre de marcação, por cima do gol, levando muito perigo. Neste momento o Botafogo estava melhor em campo.

tentando reequilibrar o time, Osmar Loss fez sua segunda alteração aos 26 minutos, saiu Deivid, outro estreante da noite, pra entrada de Fabrício Costa e aos 29 minutos outra vez faltou pouco pro segundo do Bugre. Lucas Crispim recebeu passe de William Matheus no bico esquerdo da grande área, ajeitou o corpo e bateu colocado buscando o canto esquerdo de Rodrigo Viana que de ponta de dedos conseguiu desviar a bola e evitar o gol, ela ainda sobrou pra Thiago Ribeiro na direita, o meia tentou o cruzamento pra grande área, mas o goleiro conseguiu fazer a defesa e ficar com a bola dominada.

Aos 34 minutos outra vez Thiago Ribeiro, agora pelo lado esquerdo ele ficou com a bola, ajeitou e bateu de fora da área, o goleiro, bem colocado, conseguiu boa defesa.. O troco do Botafogo veio pouco depois e foi muito perigoso. Falta cobrada rápida no meio de campo por Pará que tocou para Felipe Saraíva, ele entrou em velocidade pela esquerda e bateu forte, mas pra sorte do Bugre ela pela linha de fundo.

O jogo caminhava pra um final perigoso com o Botafogo se lançando e tentando o empate, mas aos 44 minutos o Bugre chegou ao segundo gol. Fabrício Costa pela esquerda viu bem a passagem de Diego Cardoso no meio da marcação, na entrada da grande área e fez um lindo passe, o atacante Bugrino chegou em velocidade entre a marcação, tirou a bola do goleiro com um toque para a esquerda e com o gol aberto teve muita frieza para tocar pro fundo do gol. Um lindo gol de Diego Cardoso, seu terceiro com a camisa Bugrina, artilheiro da equipe no Paulistão, Guarani 2×0 Botafogo, tranquilidade no placar e vitória assegurada no Brinco.

Diego Cardoso comemora o segundo do Bugre, seu terceiro gol pelo Guarani. Foto: Marcos Ortiz – Planeta Guarani.

O árbitro ainda levou o jogo até os 49 minutos, mas o placar não se alterou, vitória Bugrina, a terceira no Paulistão, primeira sobre uma equipe do interior.

Foi sem dúvida a melhor atuação da equipe até agora, a entrada de Victor Ramos fez muito bem à defesa e Thiago Ribeiro está adquirindo forma física e ritmo de jogo. Além disso, a boa entrada de Deivid no meio de campo, mais uma atuação precisa de Ricardinho e outra boa atuação de Fernando Viana, coroadas por uma excelente partida de Diego Cardoso e do goleiro Giovanni, um dos responsáveis diretos pela vitória defendendo além do pênalti, ao menos duas bolas perigosas.

Bom jogo, boa vitória e o Bugre mantem-se na terceira colocação do Grupo B com 10 pontos ganhos, atrás do Novorizontino que por enquanto lidera o grupo com 11 pontos e empatado com o Palmeiras que encerra a rodada na noite de amanhã contra o Bragantino, no Alianz Arena.

O Bugre pode até assumir a segunda colocação se o Palmeiras perder o jogo e não fizer três gols, com esta combinação o Guarani ultrapassa o Palmeiras no número de gols marcados que neste momento é de 8×5 pro Bugre.

Agora o time vira a chave pro jogo da primeira fase da Copa do Brasil, na próxima quarta feira o Guarani vai a Santa Cruz do Sul enfrentar o Avenida no estádio dos Eucaliptos, a partida acontecerá às 20:30, com o Bugre tendo a vantagem do empate. Se avançar, o Guarani enfrentará o Corinthians na segunda fase em jogo que acontecerá na Arena Corinthians.

Já pelo Paulistão o próximo jogo será um grade desafio, na segunda feira (18/02) o Bugre enfrentará o Santos no Pacaembu pela 7ª rodada do Paulistão.

Valeu Bugrão, boa e importante vitória!!!

 

Marcos Ortiz

Advertisement
Advertisement

Amistoso – Guarani 2×1 Palmeiras


	
	
	

Clique para ativar o som

Próxima Partida – 20/07 19:00

Brasileiro - Série B

Botafogo-SP X Guarani FC

Estádio Santa Cruz
Campeonato Brasileiro - Série B

+ Recentes

Copyright © Planeta Guarani - Todos os Direitos Reservados - Permitida Divulgação Apenas com Preservação da Fonte - Desenvolvido por: OZ Sites.